A- A+

A trajetória política de João Goulart
<<  Cunha Bueno

Antônio Sílvio Cunha Bueno nasceu no dia 8 de dezembro de 1918, em São Paulo (SP), filho de Joaquim Cunha Bueno Junior e de Dora Barbosa da Cunha Bueno.

Bacharel em 1941 em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito de Rio Branco (SP), sendo nomeado em seguida oficial-de-gabinete do interventor do estado de São Paulo, Fernando Costa. Entre 1942 e 1947, atuou como procurador de seu estado. Em 1943, foi auditor de guerra da Justiça Militar da 2a Região Militar (2a RM), em São Paulo e, em 1945, consultor jurídico junto ao consulado geral do Chile, também em São Paulo.

Em 1941 bacharelou-se em ciências jurídicas e sociais, tornando-se oficial-de-gabinete do interventor de São Paulo, Fernando Costa. Nomeado, em 1942, procurador de seu estado, exerceria essa função até 1947.

Eleito em janeiro de 1947 deputado à Assembléia Constituinte de São Paulo na legenda do Partido Social Democrático (PSD), em outubro de 1950 elegeu-se deputado federal pelo mesmo partido. Em outubro de 1954 candidatou-se a vice-governador de São Paulo na chapa de Francisco Prestes Maia, mas as eleições foram ganhas pela chapa encabeçada por Jânio Quadros. Em janeiro de 1955 concluiu o mandato na Câmara dos Deputados e aceitou o convite de Jânio para assumir a Secretaria dos Negócios do Interior de São Paulo.

Reeleito deputado federal em 1958 e 1962, na legislatura 1963-1967 presidiu a Comissão Parlamentar de Inquérito sobre agitação subversiva na zona rural. Participou também das articulações de apoio ao golpe militar de 31 de março de 1964, tendo sido um dos organizadores da Marcha da Família com Deus pela Liberdade, que se distinguiu por ser o principal movimento civil de massa contra o governo do presidente João Goulart.

Com a extinção dos partidos políticos pelo Ato Institucional nº 2 (27/10/1965) e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se à Aliança Renovadora Nacional (Arena), partido de apoio ao regime militar. Reeleito em 1966, não concluiu o mandato por ter sido cassado pelo Ato Institucional nº 5 (13/12/1968) em 16 de janeiro de 1969.

Faleceu em São Paulo em 31 de dezembro de 1981.

Foi casado com Edi Bittencourt da Cunha Bueno, de quem teve dois filhos.

[Fonte: Dicionário Histórico Biográfico Brasileiro pós 1930. 2ª ed. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2001]

NOSSAS REDES  
Instagram Twitter Facebook Youtube Flickr Moodle        

 

 

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2017. Todos os direitos reservados • Usando: Drupal! • Use versões recentes do IE, Firefox, Chrome, Opera
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede