A- A+

A Era Vargas: dos anos 20 a 1945

<<  Valdemar Falcão

Valdemar Cromwell do Rego Falcão nasceu em Baturité (CE), em 1895.

Advogado, bacharelou-se pela Faculdade de Direito do Ceará em 1916. Entre 1917 e 1919, foi delegado de polícia em Fortaleza, sendo exonerado do cargo em função do seu envolvimento nas lutas políticas estaduais. Nessa época, dedicou-se ainda ao jornalismo, à advocacia e ao magistério superior na faculdade pela qual se diplomou.

Deu apoio à Revolução de 1930, que levou Getúlio Vargas ao comando político do país. Em seguida, filiou-se ao Clube 3 de Outubro, organização cujo objetivo era apoiar o aprofundamento das medidas reformistas adotadas pelo governo Vargas. Em 1932, transferiu-se para o Rio de Janeiro. Desde então, passou a ocupar importantes posições na administração federal. Em 1934, elegeu-se deputado federal constituinte pelo Ceará, na legenda da Liga Eleitoral Católica (LEC). Foi, então, escolhido representante do seu estado na Comissão Constitucional, formada para elaborar o texto que serviu de base aos trabalhos constituintes. Em outubro de 1934, renovou seu mandato parlamentar. No ano seguinte, a Assembléia Constituinte estadual do Ceará elegeu-o para representar o estado no Senado Federal. No Senado, realizou pronunciamentos nos quais elogiava os emergentes regimes fascistas e criticava severamente o comunismo. O anti-comunismo, aliás, seria uma das marcas mais destacadas de sua trajetória política.

Com a implantação da ditadura do Estado Novo, em novembro de 1937, foi nomeado ministro do Trabalho, Indústria e Comércio. À frente dessa pasta, intensificou o controle das organizações sindicais pelo governo, introduziu o imposto sindical, regulamentou o salário mínimo, criou o Instituto de Previdência e Assistência aos Servidores do Estado (IPASE) e regulamentou a Justiça do Trabalho. Em 1938, presidiu a XXIV Conferência Internacional do Trabalho, promovida em Genebra pela Organização Internacional do Trabalho (OIT). Em agosto de 1940, criou o Serviço de Alimentação da Previdência Social (SAPS).

Em junho de 1941, foi nomeado ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), deixando a pasta do Trabalho. Em agosto de 1945, assumiu a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Nesse posto, presidiu as eleições para a presidência da República e para a Assembléia Nacional Constituinte, realizadas em dezembro daquele ano. No início do ano seguinte, dirigiu os trabalhos preliminares da Constituinte.

Morreu em Boston (EUA), em 1946.

[Fonte: Dicionário Histórico Biográfico Brasileiro pós 1930. 2ª ed. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2001]

  Twitter Facebook Youtube Flickr Eclass      Mais   

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2017. Todos os direitos reservados • Usando: Drupal! • Use versões recentes do IE, Firefox, Chrome, Opera
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede

randomness