A- A+

A Era Vargas: dos anos 20 a 1945
Anos 20 > Arte e Cultura > À Margem da História da República

À Margem da História da República

Este é título de uma obra coletiva publicada em 1924 pelo Anuário do Brasil. O prefácio é de Vicente Licínio Cardoso, organizador da coletânea e autor de dois artigos nela incluídos. Em 1981, o livro foi reeditado pela Universidade de Brasília em dois volumes.

À margem da história da República representou um esforço para entender o Brasil, para descrever seus problemas e propor rumos para o país. O livro reúne um grupo representativo de intelectuais da época, homens da geração nascida com a República que vivenciou a crise dos anos 1920. Apesar da diversidade de temas e de autores, a obra traz um conjunto de questões comuns. Os ensaios apontam a gravidade da situação do país e propõem uma reação dentro da ordem. Era preciso reformular a sociedade, respeitando as tradições. Como? A sociedade era vista como um organismo, no qual era fundamental o papel do cérebro. Esse lugar era ocupado pela elite cultural e política, e a ela caberia a tarefa de apressar o processo de evolução natural que rege as sociedades. Era a idéia de "civilizar por cima".

As propostas de reorganização da sociedade brasileira incluíam a reforma da Constituição de 1891 e a reforma educacional, entre outros temas. Perpassava a maioria dos artigos uma crítica ao artificialismo político do regime da Primeira República.

A lista dos autores e dos ensaios é a seguinte:

  • A. Carneiro Leão, "Os deveres das novas gerações brasileiras";
  • Celso Vieira, "Evolução do pensamento republicano no Brasil";
  • Gilberto Amado, "Instituições políticas e o meio social no Brasil";
  • Jonathas Serrano, "O clero e a República";
  • José Antônio Nogueira, "O ideal brasileiro desenvolvido na República";
  • Nuno Pinheiro, "Finanças nacionais";
  • Oliveira Viana, "O idealismo da Constituição";
  • Pontes de Miranda, "Preliminares para a reforma constitucional";
  • Ronald de Carvalho, "Bases da nacionalidade brasileira; uma síntese histórica";
  • Tasso da Silveira,"A consciência brasileira";
  • Tristão de Ataíde, "Política e letras";
  • Vicente Licínio Cardoso, "Benjamin Constant, o fundador da República" e "À margem da história da República".

     

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2020. Todos os direitos reservados • As manifestações expressas por integrantes dos quadros da Fundação Getulio Vargas, nas quais constem a sua identificação como tais, em artigos e entrevistas publicados nos meios de comunicação em geral, representam exclusivamente as opiniões dos seus autores e não, necessariamente, a posição institucional da FGV. Portaria FGV Nº19
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Ensino

Acompanhe na rede

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.