A- A+

Futebol, Memória e Patrimônio

<<  MANUEL REZENDE DE MATTOS CABRAL (NELINHO)
Nelinho

Manuel Rezende de Mattos Cabral nasceu a vinte e seis de julho de 1950, na cidade do Rio de Janeiro. Era morador do bairro do Méier, zona norte do Rio, onde passou a infância. Aos quinze anos de idade, foi indicado por um olheiro para as categorias de base do Fluminense. Em 1970, ainda no Fluminense, estava em seu último ano como aspirante quando foi contratado pelo América-RJ, assinando seu primeiro contrato profissional. No mesmo ano, por indicação de Otto Glória, foi jogar no Barreirense F.C. de Portugal. Jogou por quase um ano no clube português, mas por conta de uma contusão voltou para o Brasil. Em 1972, após conseguir a liberação de seu passe voltou a jogar no Rio de Janeiro, dessa vez no Bonsucesso. Em seguida, transferiu-se para o Remo, de Belém do Pará. Após boas partidas pelo clube paraense foi contratado pelo Cruzeiro e estreou na equipe mineira em 1973. Jogou até 1980 e conquistou o campeonato mineiro por cinco vezes, assim como a Taça Libertadores da América. No ano seguinte, é convocado por Zagallo para a Seleção Brasileira. Estava no grupo que disputou a Copa do Mundo da Alemanha e iniciou o torneio como titular. Na Copa de 1978, atuou nos jogos da primeira fase como ponta-direita e entrava durante o segundo tempo. Na partida contra a Polônia, voltou a atuar na lateral e marcou um gol, assim como na partida contra a Itália. Em 1980, foi emprestado para o Grêmio, onde foi campeão gaúcho. Em 1981, volta para o Cruzeiro, mas no ano seguinte é negociado com o grande rival de Belo Horizonte, Atlético-MG. Em 1983 recebeu pela quarta e última vez o prêmio Bola de Prata da Placar. Atuou no Atlético até 1986 e conquistou o campeonato mineiro mais quatro vezes. Ao todo foram 274 jogos e 52 gols pelo Galo e 410 jogos, com 105 gols marcados pelo Cruzeiro. Na Seleção brasileira, foram vinte e uma atuações, com 6 gols marcados. Em 1987, após encerrar sua carreira, foi eleito deputado estadual pelo PDT em Minas Gerais. Em 1993, foi treinador do Atlético-MG. Em 2005, atuou como comentarista na Rede Globo e Sportv. Atualmente é proprietário da Academia Wanda Bambirra, em Belo Horizonte.

 

 

© Todos os direitos reservados à FGV.

Topo da Página SUMÁRIO - ENTREVISTA 01.10.2012

  SumarioNelinho.pdf

Clique para assistir
1º Bloco
Os pais portugueses; a paixão por futebol desde garoto; o primeiro emprego de office boy após largar o Colégio Pedro II no segundo ano ginasial; o início da carreira de jogador no time juvenil do América Football Club; o convite para jogar no Futebol Clube Barreirense, de Portugal; a descoberta do uso de anfetaminas pelos jogadores; a demissão e retorno para o Brasil.
 
Clique para assistir
2º Bloco
A entrada para o Bonsucesso Futebol Clube em 1972; a final do Campeonato Carioca contra o Club de Regatas Vasco da Gama, time em que jogava Eduardo Gonçalves de Andrade (Tostão); a ida para o Clube do Remo, no Pará, com passe-livre; o desempenho na final do Campeonato Brasileiro contra o Cruzeiro Esporte Clube, em 1972; o convite para jogar no Cruzeiro.
 
Clique para assistir
3º Bloco
A entrada para o time titular do Cruzeiro em 1973; os jogadores do Cruzeiro da época; o convite para disputar a Copa do Mundo de 1974; a sua característica de mobilidade de posições em campo; o aparecimento do Carrossel Holandês, na Copa de 1974; o futebol contemporâneo da Espanha.
 
Clique para assistir
4º Bloco
As experiências adquiridas na Copa de 1974; a dificuldade de implantar um esquema tático como o holandês no Brasil; a atuação de Mário Zagallo no campeonato; observações acerca do estilo de futebol brasileiro; o estilo do Football Club Barcelona.
 
Clique para assistir
5º Bloco
O rompimento com a imprensa mineira; o comentarista Osvaldo Faria, da Rádio Itatiaia; a convocação, por Cláudio Coutinho, para substituir José Maria Rodrigues Alves (Zé Maria) na Seleção Brasileira; a polêmica da Seleção do Peru ter entregado o jogo na Copa do Mundo de 1978; o fato de não ter sido escalado para jogo do Brasil contra a Argentina; motivos para o resultado final do jogo.
 
Clique para assistir
6º Bloco
O período emprestado no Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense; os juniores do Grêmio; a volta para o Cruzeiro e o impasse com o treinador Dorival Knippel (Yustrich); a ida para o Clube Atlético Mineiro, em 1982; a atuação no primeiro jogo contra o Cruzueiro, jogando pelo Atlético; o respeito aos torcedores.
 
Clique para assistir
7º Bloco
O fato de torcer para o Cruzeiro e para o Atlético ao mesmo tempo; a eleição para deputado em 1986, pelo Partido Democrático Trabalhista; o Campeonato Brasileiro de 1986; o fim da carreira de jogador no Atlético Mineiro em 1987; o salário e o desempenho técnico dos jogadores da sua época; o reconhecimento de ter jogado com craques.
 
Clique para assistir
8º Bloco
Os campeonatos de chute a gol nos campos da Boiada de Olaria; os exercícios de cobrança falta após os treinos do Cruzeiro; os gols de curva; o total domínio sobre os seus chutes; a habilidade do jogador Marcelo Pereira Surcin (Marcelinho Carioca); o gol de Roberto Carlos nas eliminatórias da Copa do Mundo da França, em 1997.
 
Clique para assistir
9º Bloco
Os batedores de falta Cláudio Ibrahim Vaz Leal (Branco) e José Ferreira Neto (Neto); as faltas marcadas no seu jogo de despedida pelo Atlético-MG, na final do Campeonato Mineiro de 1988, contra o Cruzeiro; o diferencial de um grande batedor de falta; o desafio de chutar a bola para fora do Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão); o Prêmio Bola de Prata, da Revista Placar.
 
Clique para assistir
10º Bloco
O período como treinador do Atlético Mineiro; o período como treinador do Cruzeiro, em 1994; a pressão do jornalista Evaldo Faria para a sua saída do Cruzeiro; o fim da carreira de treinador; a relação da imprensa com os treinadores; a dificuldade de ser um treinador no Brasil; a relação da diretoria com o treinador no futebol brasileiro.
 
Clique para assistir
11º Bloco
A postura de liderança dos jogadores em campo; a função do treinador no treinos e em jogo; a prática do futevôlei com ex-jogadores amigos, hoje em dia; a predileção pelo time do Futbol Club Barcelona; o jogador Lionel Messi; o predomínio do preparo físico sob a técnica no futebol brasileiro da atualidade.
 
Clique para assistir
12º Bloco
As expectativas para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil; o time da Seleção Brasileira; a valorização do treinador no futebol brasileiro; considerações finais; agradecimentos.
 

 

Topo da Página TRANSCRIÇÃO NA ÍNTEGRA

TranscricaoNelinho.pdf

  Twitter Facebook Youtube Flickr Eclass      Mais   

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2017. Todos os direitos reservados • Usando: Drupal! • Use versões recentes do IE, Firefox, Chrome, Opera
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede

randomness