Eduardo Coutinho

Todas as entrevistas  

Eduardo Coutinho

Eduardo Coutinho nasceu em 11 de maio de 1933, em São Paulo (SP). Aos 19 anos, ingressou na Faculdade de Direito. Chegou a trabalhar como revisor e copidesque da revista Visão . Em 1957 foi para Paris cursar Direção Cinematográfica no Institut des Hautes Études Cinématographiques (IDHEC). Ao retornar ao Brasil, em 1960, integrou o Centro Popular de Cultura da União Nacional dos Estudantes (CPC da UNE). Nesse momento, começou a se articular com outros nomes do Cinema Novo, como Leon Hirszman e Joaquim Pedro de Andrade e integrou a equipe de Cinco vezes favela (1962), marco do movimento. Em 1964, iniciou as filmagens sobre a vida de João Pedro Teixeira, líder camponês da Paraíba assassinado em 1962. A produção do filme foi interrompida pelo golpe militar de 1964 e as imagens feitas no Engenho Galiléia só foram retomadas vinte anos depois, dando origem a um dos filmes de maior destaque produzidos por Eduardo Coutinho - Cabra marcado para morrer (1984), ganhador do prêmio da crítica internacional do Festival de Berlim, melhor filme no Festival du Réel, em Paris, entre outros. Ainda nos anos 1960 dirigiu dois filmes de ficção, O pacto , episódio do longa-metragem de ABC do amor (1966) e O homem que comprou o mundo (1968). Na década de 1970 realizou diversos episódios para o programa Globo Repórter e nos anos 1980 passou a se dedicar exclusivamente à realização de documentários. Volta Redonda, memorial da greve (1989), O fio da memória (1991), Boca do lixo (1994), Babilônia 2000 (2000), Edifício Master (2002), O fim e o princípio (2005), Jogo de cena (2007), As canções (2011), são alguns dos títulos dirigidos por ele nas últimas décadas. Eduardo Coutinho é um dos mais conhecidos e influentes documentaristas brasileiros, atualmente trabalha em um novo projeto de documentário.

 

 

Aviso importante:
Transcrições de entrevistas estão sempre sujeitas a erros. Elas são aqui disponibilizadas apenas com o intuito de facilitar a pesquisa, não devendo substituir a consulta ao documento audiovisual. Caso você perceba algum erro, por favor avise-nos através do Fale Conosco ou da ferramenta Colabore, disponível no sistema de acervo do CPDOC (é preciso estar registrado para utilizar esta ferramenta).