António Costa Pinto

Todas as entrevistas  

António Costa Pinto nasceu em 1953, em Portugal. Licenciou-se em História pela Universidade de Lisboa, em 1982. Começou a lecionar História no Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE) em 1986, obtendo seu título de doutor na disciplina pelo Instituto Universitário Europeu, na Itália, em 1992. Desde o ano de 1999, Antonio Costa Pinto é pesquisador e professor do ISCTE.

  • Minutagem

    • 00:00:33 - Origens; Família; Origens sociais;
    • 00:04:30 - Impressões sobre a sociedade rural portuguesa;
    • 00:08:17 - Os estudos no Liceu Pedro Nunes;
    • 00:10:54 - A escolha pelo Direito; Politização e ingresso na militância;
    • 00:13:11 - A extrema-esquerda e o movimento estudantil em Portugal;
    • 00:14:36 - A influência do tio;
    • 00:16:19 - O impacto de maio de 68 e o impacto da transição democrática;
    • 00:20:19 - O serviço militar;
    • 00:20:53 - Afastamento do ativismo político;
    • 00:22:57 - A ida para a História;
    • 00:24:33 - Adérito Sedas Nunes;
    • 00:28:36 - A escolha pelas Ciências Sociais via História; O ambiente acadêmico da História nos anos 70; Afastamentos e reestruturação do curso de História;
    • 00:32:13 - A ida para o ISCTE (Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa) como assistente estagiário;
    • 00:34:03 - Preocupações intelectuais; As origens sociais da ditadura e da democracia, Barrington Moore;
    • 00:36:56 - O doutorado no Instituto Universitário Europeu com Philippe Schmitter e Stuart Woolf;
    • 00:38:55 - Os cientistas sociais e as elites em Portugal e Brasil;
    • 00:40:55 - O terceiro ano na Universidade de Stanford;
    • 00:43:08 - O Estado Novo português;
    • 00:45:10 - A intelectualidade portuguesa no ambiente fechado da ditadura e os reflexos sobre as ciências sociais portuguesas;
    • 00:47:32 - O processo de europeização;
    • 00:51:21 - Uma comparação entre Itália e Portugal;
    • 00:53:52 - O Instituto Universitário Europeu e a Universidade de Stanford;
    • 00:55:38 - Steven Lukes;
    • 00:58:14 - A experiência em Stanford;
    • 00:59:07 - A multiculturalidade e a adesão de Portugal à União Europeia;
    • 01:03:48 - A Ciência Política em Portugal: origens e tardio desenvolvimento; Adriano Moreira; A Sociologia em Portugal;
    • 01:15:27 - A Ciência Política e a Antropologia em Portugal;
    • 01:16:45 - O núcleo fundador; A matriz da Antropologia em Portugal; José Cutileiro; A institucionalização da Ciência Política; Uma nova geração;
    • 01:20:08 - A relação Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS) – ISCTE; Adérito Sedas Nunes; Influências, características e diferenças;
    • 01:23:19 - As duas instituições atualmente;
    • 01:29:36 - As Ciências Sociais em Portugal; Dois polos de investigação: Lisboa e Coimbra;
    • 01:33:15 - Internacionalização;
    • 01:35:59 - A Universidade do Porto e a elite política e universitária em Portugal;
    • 01:39:13 - Atividades extra acadêmicas; A participação de cientistas sociais na esfera pública; Interesses;
    • 01:41:33 - A busca pela memória em Portugal;
    • 01:45:26 - Países de língua portuguesa; A relação entre a ditadura e a democracia em Portugal; Transição e descolonização; Identidade entre o mundo de língua portuguesa;
    • 01:49:34 - Aproximações nas Ciências Sociais; A relação pessoal com os países de língua portuguesa;
    • 01:51:36 - Os contatos com o Brasil;
    • 02:04:37 - As relações entre Portugal e África nas Ciências Sociais;
    • 02:07:32 - As Ciências Sociais hoje; Problemas e constatações;
    • 02:14:27 - Obras marcantes; As origens sociais da ditadura e da democracia, Barrington Moore; Theda Skocpol; Transitions from authoritarian rule.
    © Todos os direitos reservados à FGV.

 

 

Aviso importante:
Transcrições de entrevistas estão sempre sujeitas a erros. Elas são aqui disponibilizadas apenas com o intuito de facilitar a pesquisa, não devendo substituir a consulta ao documento audiovisual. Caso você perceba algum erro, por favor avise-nos através do Fale Conosco ou da ferramenta Colabore, disponível no sistema de acervo do CPDOC (é preciso estar registrado para utilizar esta ferramenta).