A- A+
<<REGINALDO PRANDI

José Reginaldo Prandi é doutor (1976) e livre-docente (1989) em sociologia pela Universidade de São Paulo (USP), onde é professor titular desde 1993 do Departamento de Sociologia. Foi pesquisador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) desde sua fundação em 1969 até 1987. Aposentou-se em 2005, continuando o trabalho docente como professor colaborador e desde 2012 como professor sênior do mesmo departamento. Em 1983 fez parte do grupo que fundou o Datafolha, instituto de pesquisa do jornal Folha de S. Paulo, tendo criado a metodologia usada até o presente pelo instituto. Trabalha na área de sociologia, com ênfase em sociologia da religião, atuando principalmente nos seguintes temas: religiões afro-brasileiras (candomblé e umbanda), catolicismo, espiritismo e pentecostalismo. Além de artigos e capítulos, é autor de mais de 30 livros, incluindo obras de sociologia, mitologia e ficção, gênero a que vem se dedicando desde 2003.

 

© Todos os direitos reservados à FGV.

 

MINUTAGEM
  • 00:00:33: Origens familiares, infância e a ida para a capital.
  • 00:06:00: O interesse em Ciências Sociais e a graduação.
  • 00:10:40: Participação nas manifestações políticas da ditadura.
  • 00:13:00: Projetos de pesquisa sobre dinâmicas populacionais CEDIP (Centro de Estudos de Dinâmicas Populacionais) e CEBRAP (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento).
  • 00:21:30: Primeira pesquisa sobre conversão de evangélicos.
  • 00:23:00: Envolvimento do Prof. Antônio Flávio Pierucci com a pesquisa das Ciências Sociais.
  • 00:26:30: Pesquisa sobre religião na década de 70.
  • 00:30:00: O sistema novo da USP e o mestrado.
  • 00:36:30: O livro “Católicos, protestantes e espíritas” e a formação católica familiar.
  • 00:41:40: Mudança de tema no Doutorado.
  • 00:43:00: Trabalho no CEBRAP e o ambiente acadêmico e político.
  • 00:51:00: Perseguições políticas e militância acadêmica.
  • 00:55:10: Conclusão do Mestrado e docência na USP.
  • 01:06:00: O Instituto Datafolha e os movimentos políticos.
  • 01:19:30: A tese de livre docência e a ida aos EUA.
  • 01:24:00: A decisão de voltar a estudar religiões e a pesquisa sobre o Candomblé.
  • 01:30:30: O livro “A Mitologia dos Orixás” e outras publicações.
  • 01:35:30: O trabalho acadêmico e o trabalho ficcional.
  • 01:37:50: Estudos sobre religiosidade na atualidade.
  • 01:43:40: Mudanças nos terreiros de Candomblé em São Paulo e a bancada evangélica.
  • 01:50:00: Considerações acerca da trajetória da sua carreira.
  • 01:53:40: “O Capital” como sua leitura mais relevante.
  • 01:54:20: Prisão na Operação Bandeirante e relação com a leitura proibida na época da ditadura.
Topo da PáginaTRANSCRIÇÃO

TranscricaoReginaldoPrandi.pdf

 

 

Aviso importante:
Transcrições de entrevistas estão sempre sujeitas a erros. Elas são aqui disponibilizadas apenas com o intuito de facilitar a pesquisa, não devendo substituir a consulta ao documento audiovisual. Caso você perceba algum erro, por favor avise-nos através do Fale Conosco ou da ferramenta Colabore, disponível no sistema de acervo do CPDOC (é preciso estar registrado para utilizar esta ferramenta).

 

Memória das Ciências Sociais no Brasil

Memória das Ciências Sociais em Portugal

Memória das Ciências Sociais em Moçambique


 

<p>Celso Castro entrevista Reginaldo Prandi (21/08/2017). Foto: João Paulo Pugin.</p>

<p>Reginaldo Prandi concede entrevista (21/08/2017). Foto: João Paulo Pugin.</p>

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2020. Todos os direitos reservados • As manifestações expressas por integrantes dos quadros da Fundação Getulio Vargas, nas quais constem a sua identificação como tais, em artigos e entrevistas publicados nos meios de comunicação em geral, representam exclusivamente as opiniões dos seus autores e não, necessariamente, a posição institucional da FGV. Portaria FGV Nº19
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.