A- A+
<<REGINALDO PRANDI

José Reginaldo Prandi é doutor (1976) e livre-docente (1989) em sociologia pela Universidade de São Paulo (USP), onde é professor titular desde 1993 do Departamento de Sociologia. Foi pesquisador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) desde sua fundação em 1969 até 1987. Aposentou-se em 2005, continuando o trabalho docente como professor colaborador e desde 2012 como professor sênior do mesmo departamento. Em 1983 fez parte do grupo que fundou o Datafolha, instituto de pesquisa do jornal Folha de S. Paulo, tendo criado a metodologia usada até o presente pelo instituto. Trabalha na área de sociologia, com ênfase em sociologia da religião, atuando principalmente nos seguintes temas: religiões afro-brasileiras (candomblé e umbanda), catolicismo, espiritismo e pentecostalismo. Além de artigos e capítulos, é autor de mais de 30 livros, incluindo obras de sociologia, mitologia e ficção, gênero a que vem se dedicando desde 2003.

 

© Todos os direitos reservados à FGV.

 

MINUTAGEM
  • 00:00:33: Origens familiares, infância e a ida para a capital.
  • 00:06:00: O interesse em Ciências Sociais e a graduação.
  • 00:10:40: Participação nas manifestações políticas da ditadura.
  • 00:13:00: Projetos de pesquisa sobre dinâmicas populacionais CEDIP (Centro de Estudos de Dinâmicas Populacionais) e CEBRAP (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento).
  • 00:21:30: Primeira pesquisa sobre conversão de evangélicos.
  • 00:23:00: Envolvimento do Prof. Antônio Flávio Pierucci com a pesquisa das Ciências Sociais.
  • 00:26:30: Pesquisa sobre religião na década de 70.
  • 00:30:00: O sistema novo da USP e o mestrado.
  • 00:36:30: O livro “Católicos, protestantes e espíritas” e a formação católica familiar.
  • 00:41:40: Mudança de tema no Doutorado.
  • 00:43:00: Trabalho no CEBRAP e o ambiente acadêmico e político.
  • 00:51:00: Perseguições políticas e militância acadêmica.
  • 00:55:10: Conclusão do Mestrado e docência na USP.
  • 01:06:00: O Instituto Datafolha e os movimentos políticos.
  • 01:19:30: A tese de livre docência e a ida aos EUA.
  • 01:24:00: A decisão de voltar a estudar religiões e a pesquisa sobre o Candomblé.
  • 01:30:30: O livro “A Mitologia dos Orixás” e outras publicações.
  • 01:35:30: O trabalho acadêmico e o trabalho ficcional.
  • 01:37:50: Estudos sobre religiosidade na atualidade.
  • 01:43:40: Mudanças nos terreiros de Candomblé em São Paulo e a bancada evangélica.
  • 01:50:00: Considerações acerca da trajetória da sua carreira.
  • 01:53:40: “O Capital” como sua leitura mais relevante.
  • 01:54:20: Prisão na Operação Bandeirante e relação com a leitura proibida na época da ditadura.
Topo da PáginaTRANSCRIÇÃO

TranscricaoReginaldoPrandi.pdf

 

 

Aviso importante:
Transcrições de entrevistas estão sempre sujeitas a erros. Elas são aqui disponibilizadas apenas com o intuito de facilitar a pesquisa, não devendo substituir a consulta ao documento audiovisual. Caso você perceba algum erro, por favor avise-nos através do Fale Conosco ou da ferramenta Colabore, disponível no sistema de acervo do CPDOC (é preciso estar registrado para utilizar esta ferramenta).

 

<p>Celso Castro entrevista Reginaldo Prandi (21/08/2017). Foto: João Paulo Pugin.</p>

<p>Reginaldo Prandi concede entrevista (21/08/2017). Foto: João Paulo Pugin.</p>

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2020. Todos os direitos reservados • Usando: Drupal! • Use versões recentes do IE, Firefox, Chrome, Opera
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede