A- A+

Memória das Ciências Sociais em Portugal
<<  BOAVENTURA DE SOUSA SANTOS

Boaventura de Sousa Santos nasceu no dia 15 de novembro de 1940, na cidade de Coimbra, em Portugal. Em 1963 licenciou-se em Direito pela Universidade de Coimbra, tendo realizado no ano de 1964 um curso de pós-graduação na Universidade de Berlim. Obteve seu título de mestre em 1970, pela Yale University, com a tese “As Estruturas Sociais do Desenvolvimento e o Direito” e em 1973 concluiu seu doutorado pela mesma instituição. Atualmente é Professor Catedrático da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Distinguished Legal Scholar da Faculdade de Direito da Universidade de Wisconsin-Madison e Global Legal Scholar da Universidade de Warwick. É igualmente Diretor do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, Diretor do Centro de Documentação 25 de Abril da mesma Universidade e Coordenador Científico do Observatório Permanente da Justiça Portuguesa.

 

© Todos os direitos reservados à FGV.

 

MINUTAGEM
  • 00:00:33 - Origens e o ingresso licenciatura em Direito na Universidade de Coimbra;
  • 00:04:39 - Os anos de liceu; bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian; o recebimento do prêmio Gulbenkian Ciência em 1996;
  • 00:06:08 - A escolha pelo curso;
  • 00:08:25 - Referência à militância no Movimento Católico e o rompimento com a Igreja;
  • 00:09:40 - Os estudos na Alemanha na época do estalinismo;
  • 00:10:36 - Impactos da experiências na Alemanha nas ideias decoloniais;
  • 00:17:51 - Referências de filósofos estudados no período;
  • 00:20:23 - Os anos como estudante e assistente na Universidade de Coimbra; a amizade com Artur Santos Silva;
  • 00:23:41 - As diferenças entre as tradições filosóficas em Direito de Berlim e de Portugal;
  • 00:25:46 - O contato com Miguel Torga (pseudônimo de Adolfo Correia Rocha);
  • 00:27:14 - A crise Acadêmica de Coimbra em 1969;
  • 00:28:57 - Os anos de estudo na Universidade de Yale; O impacto da vida nos EUA na sua forma de pensar;
  • 00:30:31 - O interesse pelo Marxismo;
  • 00:31:20 - O começo dos estudos ligados à sociologia em detrimento da criminologia;
  • 00:35:20 - O doutorado com especialização em Sociologia do Direito;
  • 00:37:59 - A relação da experiência no Rio de Janeiro com os estudos em desigualdade;
  • 00:41:21 - O trabalho de campo no Brasil e a opção pela pesquisa em favelas;
  • 00:50:12 - A entrada na favela do Jacarezinho e o começo do trabalho de campo no local;
  • 00:53:25 - Autores referência em sua pesquisa;
  • 00:56:00 - Impactos de ser português no trabalho de campo do Brasil;
  • 00:59:07 - O regresso a Portugal;
  • 01:02:36 - A inauguração da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra;
  • 01:04:41 - Influência do historiador Richard Morse, com quem conviveu em Yale;
  • 01:09:27 - Articulação das Ciências Sociais em Portugal com Adérito Sedas Nunes, José Madureira Pinto e João Ferreira de Almeida no período do 25 de Abril;
  • 01:15:50 - A criação da Associação Portugal de Sociologia e as pessoas envolvidas no projeto; o contato de Portugal com demais países de Língua Portuguesa;
  • 01:19:38 - A fundação do curso de Sociologia da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra;
  • 01:26:19 - O objetivo pela internacionalização do curso de Sociologia e a ponte com os sociólogos brasileiros;
  • 01:28:34 - O Congresso Luso-Afro-Brasileiro em 1990;
  • 01:29:38 - Debate sobre o colonialismo ibérico entre intelectuais brasileiros;
  • 01:37:57 - Aproximações e fronteiras entre África, Brasil e Portugal; Relação com Fernando Henrique Cardoso;
  • 01:43:14 - Referência ao Centro de Estudos Sociais América Latina (CES-AL); projetos em outros países da América Latina e África; Visão cosmopolita sobre a sociologia portuguesa e sua evolução;
  • 01:46:53 - Análise da objetividade e neutralidade nas Ciências Sociais; reflexão sobre epistemologias e colonialismo científico;
  • 01:54:09 - Discurso sobre a solidariedade nas ciências sociais;
  • 01:55:46 - A “ecologia dos saberes”: o estudo a partir do colonizado e oprimido; a importância dos estudos feminista na descolonização das epistemologias;
  • 01:58:16 - Menção ao seu livro “Toward a new legal common sense” (1995) e ao texto “História natural da pesquisa”; A importância do relato de campo;
  • 01:59:40 - A inclusão do africanos no Congresso Luso-Afro-Brasileiro;
  • 02:01:11 - Menção ao livro “Epistemologias do Sul” (2009) e a influência dos estudos pós-coloniais; a necessidade de uma nova epistemologia; especificação sobre o que chama de “Sul”; menção aos autores Manuel Bonfim e José Carlos Mariátegui;
  • 02:09:30 - Impressões acerca da Colômbia e o projeto “Reinvenção da emancipação social” no país;
  • 02:14:35 - Projeto “Reinvenção da emancipação social” de 2000, financiado pela Fundação MacArthur, a sua repercussão política e o Fórum Social Mundial; menção a Celso Amorim;
  • 02:25:39 - Livros de sua autoria ao qual dá destaque: “Pela mão de Alice”, “Crítica da Razão Indolente” e “Gramática do tempo”;
  • 02:27:21 - Referenciais teóricos: os livros que contribuíram em sua reflexão e aqueles que foram fundamentais em sua formação;
  • 02:28:37 - Opinião sobre a situação das Ciências Sociais nos dias de hoje;

 

Topo da PáginaTRANSCRIÇÃO

Entrevista1704.pdf

 

Aviso importante:
Transcrições de entrevistas estão sempre sujeitas a erros. Elas são aqui disponibilizadas apenas com o intuito de facilitar a pesquisa, não devendo substituir a consulta ao documento audiovisual. Caso você perceba algum erro, por favor avise-nos através do Fale Conosco ou da ferramenta Colabore, disponível no sistema de acervo do CPDOC (é preciso estar registrado para utilizar esta ferramenta).

 

Memória das Ciências Sociais no Brasil

Memória das Ciências Sociais em Portugal

Memória das Ciências Sociais em Moçambique


 

<p>Boaventura de Sousa Santos</p>

<p>Helena Bomeny, António Firmino da Costa, Boaventura de Sousa Santos e Karina Kuschnir.</p>

<p>Karina Kuschnir, António Firmino da Costa e Helena Bomeny.</p>

<p>Boaventura de Sousa Santos.</p>

<p>Boaventura de Sousa Santos, Karina Kuschnir e Arbel Griner.</p>

<p>António Firmino da Costa, Celso Catro, Helena Bomeny, Boaventura de Sousa Santos, Maria das Dores Guerreiro e Karina Kuschnir.</p>

<p>Karina Kuschnir e Boaventura de Sousa Santos.</p>

<p>Karina Kuschnir, Maria das Dores Guerreiro, Helena Bomeny e António Firmino da Costa.</p>

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2020. Todos os direitos reservados • As manifestações expressas por integrantes dos quadros da Fundação Getulio Vargas, nas quais constem a sua identificação como tais, em artigos e entrevistas publicados nos meios de comunicação em geral, representam exclusivamente as opiniões dos seus autores e não, necessariamente, a posição institucional da FGV. Portaria FGV Nº19
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.