A- A+

Memória das Ciências Sociais em Moçambique
<<  JANET MONDLANE

Janet Rae Mondlane nasceu em 1935, nos Estados Unidos. Em 1962 fundou a Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO) junto com seu marido, Eduardo Mondlane, que veio a ser o primeiro presidente da Frente. Em 1963 tornou-se a diretora do Instituto de Moçambique, coordenando atividades não-militares da FRELIMO. Mesmo com a morte de seu marido em 1969, Janet Mondlane deu prosseguimento a seu trabalho no Instituto, constituindo-se como uma das personagens principais na luta pela libertação moçambicana. Foi diretora do Ministério da Saúde de Moçambique, de 1986 a 1992 trabalha na Cruz Vermelha de Moçambique e, em 1996, institui a Fundação Eduardo Chivambo Mondlane. Em 2000, foi eleita secretária executiva do Conselho Nacional de luta Contra a AIDS (CNCS), onde trabalhou até 2003. Atualmente dedica-se à documentação da história de vida de Eduardo Mondlane.
 

 

© Todos os direitos reservados à FGV.

Topo da PáginaSUMÁRIO - ENTREVISTA 28.04.2009

  SumarioJanetMondlane.pdf

Clique para assistir
1º Bloco
Origens familiares e formação acadêmica; a relação com Eduardo Mondlane; o interesse pelos estudos africanos; artigos; personagens marcantes e livros de influência.
 
Clique para assistir
2º Bloco
A criação do Instituto Moçambicano em Dar-es-Salaam; o envolvimento com o programa educacional da Frente Moçambicana de Libertação (Frelimo); a relação com Betty King e Abdul Virani.
 
Clique para assistir
3º Bloco
Atuação profissional após a independência – Parte I; a função de diretora do Ministério da Saúde; divergências políticas e a realocação à Companhia Industrial da Matola (CIM); o período de trabalho na Cruz Vermelha de Moçambique.
 
Clique para assistir
4º Bloco
Atuação profissional após a independência – Parte II; a ética de trabalho na Cruz Vermelha; a guerra civil e o povo moçambicano; O meu coração está nas mãos de um negro, a biografia escrita sobre sua vida; o cargo de diretora executiva no Conselho Nacional de Combate ao Sida (CNCS).
 
Clique para assistir
5º Bloco
A biografia, o legado e as publicações de Eduardo Mondlane; o projeto de documentação da história de vida do falecido marido através de cartas; a criação da Fundação Eduardo Mondlane, em 1996; obras assinadas por Mondlane; a dificuldade do processo de reflexão de sua vida com Eduardo antes de seu assassinato.
 
Clique para assistir
6º Bloco
Conflitos ideológicos e ascendências políticas; conflitos desde com a família americana e até com a Frelimo; influências do pensamento de Eduardo Mondlane para sua contribuição à uma política moçambicana bilateral, de Terceiro Mundo.
 
Clique para assistir
7º Bloco
O problema da educação em Moçambique; diferenças entre o ensino de sua infância nos EUA e a realidade da educação moçambicana, antes e depois da independência; dificuldades apresentadas em relação à manutenção da língua portuguesa como a oficial do país.
 
 
 
Topo da PáginaTRANSCRIÇÃO NA ÍNTEGRA

TranscricaoJanetMondlane.pdf

 

Aviso importante:
Transcrições de entrevistas estão sempre sujeitas a erros. Elas são aqui disponibilizadas apenas com o intuito de facilitar a pesquisa, não devendo substituir a consulta ao documento audiovisual. Caso você perceba algum erro, por favor avise-nos através do Fale Conosco ou da ferramenta Colabore, disponível no sistema de acervo do CPDOC (é preciso estar registrado para utilizar esta ferramenta).

 

Memória das Ciências Sociais no Brasil

Memória das Ciências Sociais em Portugal

Memória das Ciências Sociais em Moçambique


 

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2020. Todos os direitos reservados • As manifestações expressas por integrantes dos quadros da Fundação Getulio Vargas, nas quais constem a sua identificação como tais, em artigos e entrevistas publicados nos meios de comunicação em geral, representam exclusivamente as opiniões dos seus autores e não, necessariamente, a posição institucional da FGV. Portaria FGV Nº19
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação por meio de cookies para permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para saber mais sobre as informações e cookies que coletamos, acesse a nossa Política de Cookies e a nossa Política de Privacidade.