A- A+

CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil

APRESENTAÇÃO

O Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC) é a Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio Vargas. Criado em 1973, tem o objetivo de abrigar conjuntos documentais relevantes para a história recente do país, desenvolver pesquisas em sua área de atuação e promover cursos de graduação e pós-graduação. Os conjuntos documentais doados ao CPDOC, que podem ser conhecidos no Guia dos Arquivos, constituem, atualmente, o mais importante acervo de arquivos pessoais de homens públicos do país, integrado por aproximadamente 200 fundos, totalizando cerca de 1,8 milhão de documentos. A organização desses arquivos e sua abertura à consulta pública, hoje totalmente informatizada por meio do sistema Accessus, são tarefas primordiais do Centro. Os documentos desse acervo estão sendo progressivamente disponibilizados pela Internet.

Ainda com o intuito de registrar a história contemporânea brasileira foi iniciado, em 1975, o Programa de História Oral que, desde então, vem recolhendo depoimentos de personalidades que atuaram no cenário nacional. Contando atualmente com mais de 5.000 horas de gravação, correspondentes a quase 1.000 entrevistas, boa parte aberta à consulta, o acervo de história oral do CPDOC pode ser melhor conhecido em consulta à base História Oral.

Em 1974, o CPDOC deu partida ao projeto de elaboração do Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro obra de referência voltada para a história do Brasil no período pós-1930. O Dicionário foi publicado em 1984 e esgotou-se pouco tempo após o lançamento. Ainda nos anos 1980 foi iniciada a atualização da obra, o que reflete a própria continuidade do trabalho do CPDOC, de recolher, organizar e divulgar informações sobre a história contemporânea do país. Uma segunda versão do Dicionário foi lançada em 2001 em cinco volumes com cerca de 6.600 verbetes e um ano depois, sua versão multimídia, em CD-Rom, também foi colocada à disposição. Em 2010, graças ao apoio do Banco Real - Grupo Santander Brasil, o Dicionário ganhou uma nova atualização, contando agora com cerca de 7.500 verbetes, todos passíveis de serem consultados e lidos na íntegra a partir da base de dados integrada do acervo do CPDOC.

Desde a criação do CPDOC, algumas linhas de investigação vêm sendo desenvolvidas, e permanecem como pontos de referência e identidade de seu grupo de pesquisadores. Elites políticas, História institucional e Pensamento social brasileiro são áreas de interesse que se mantêm, quer como escolhas intelectuais dos profissionais da casa, quer como projetos institucionais que recebem apoio de agências de financiamento. Essas grandes áreas desdobraram-se em outros recortes de pesquisa, que incluem como objetos de estudo biografias, intelectuais, militares, educação, matrizes institucionais de políticas públicas, relações internacionais e pesquisa social aplicada, sempre na perspectiva multidisciplinar que o CPDOC tradicionalmente vem adotando, e que se reflete em uma equipe de pesquisadores de distinta extração no mundo acadêmico e intelectual. Várias dessas atividades de pesquisa estão organizadas em torno de Laboratórios. O CPDOC possui também um Núcleo de Pesquisa Social Aplicada (o FGV Opinião) e sedia o Centro de Estudos sobre Relações Internacionais da FGV

Em 1988 o CPDOC lançou o primeiro número da revista Estudos Históricos, publicação semestral de caráter interdisciplinar. Desde 1994 o CPDOC edita os Informativos Eletrônicos de Ciências Sociais, História e Arquivologia com o objetivo de divulgar as atividades dessas áreas.

Em dezembro de 1996, com o projeto Brasil em transição: um balanço do final do século XX, o CPDOC foi reconhecido como núcleo nacional de excelência na área de história contemporânea do Brasil, dentro do Programa de Apoio a Núcleos de Excelência (Pronex) do Ministério da Ciência e Tecnologia. No final do ano de 2003, o CPDOC foi mais uma vez reconhecido como instituição sede de um novo projeto Pronex, intitulado "Direitos e cidadania".

Ao completar 30 anos, em 2003, o CPDOC inaugurou suas atividades de ensino, com a criação do Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais, que segue uma linha interdisciplinar, características do CPDOC. Os cursos oferecidos são Mestrado Acadêmico, Doutorado e Mestrado Profissional em Bens Culturais e Projetos Sociais.

Em 2005 o CPDOC ampliou sua atuação no ensino, criando a Escola Superior de Ciências Sociais, que iniciou em 2006 seu Curso Graduação em Ciências Sociais (bacharelado). Seus alunos podem optar por uma de três ênfases: Bens Culturais, Política e Sociedade ou Relações Internacionais no Mundo Contemporâneo.

 

 

  Twitter Facebook Youtube Flickr Moodle      Mais   

Da esq. para dir.: Suely Braga, Alzira Alves de Abreu, Celso Castro, Marieta de Moraes Ferreira e Lucia Lippi de Oliveira. Aniversário de 35 anos do CPDOC. 25/06/2008.

Celso Castro (diretor do CPDOC, 2005-atual) conversando com o prof. Luiz Guilherme Schimura. Cerimônia de posse do Celso na direção do CPDOC. 18/01/2005.

Aspásia Camargo, Marieta de Moraes Ferreira e Lúcia Lippi Oliveira. Comemoração do aniversário de 30 anos do CPDOC. 02/09/2003.

Marieta de Moraes Ferreira (diretora do CPDOC, 1998-2004) ao lado de Carlos Ivan Simonsen Leal (presidente da Fundação Getulio Vargas 2000-atual). 02/09/2003.

Lúcia Lippi Oliveira (diretora do CPDOC, 1995-1998) em companhia do antropólogo Roberto da Matta.

Alzira Alves de Abreu (diretora do CPDOC, 1990-1994) em companhia de Luiz Simões Lopes (presidente da Fundação Getulio Vargas, 1944-1992).

Aspásia Camargo (primeira coordenadora do Setor de Pesquisa e História Oral do CPDOC) entrevistando o general Antônio Carlos Muricy.

Celina Vargas do Amaral Peixoto (fundadora e primeira diretora do CPDOC), Jorge Oscar de Mello Flôres (presidente da Fundação Getulio Vargas, 1992-2000) e Alzira Alves de Abreu (diretora do CPDOC, 1990-1994) em reunião do Conselho de Doadores do CPDOC.

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2012. Todos os direitos reservados • Usando: Drupal! • MELHOR SE VISUALIZADO EM 1024 X 768 • Use versões recentes do IE, Firefox, Chrome, Opera