A- A+

E ele voltou... o Brasil no segundo governo Vargas
<<  Miguel Couto Filho

Miguel Couto Filho nasceu no dia 8 de maio de 1900, no Rio de Janeiro, filho do médico Miguel de Oliveira Couto e de Maria Barroso Jales Couto.

Diplomou-se em dezembro de 1921 pela Faculdade de Medicina da Universidade do Rio de Janeiro. Ao concluir o curso, recebeu um prêmio de viagem à Europa, onde atuou, em 1923, como assistente extraordinário da II Medizinische Klinik da Charite, em Berlim. De volta ao Brasil, foi chefe de enfermaria do Hospital São Francisco de Assis e da Santa Casa de Misericórdia.

Entre 1935 e 1937, exerceu mandato de deputado estadual no Rio de Janeiro, tendo sido eleito, em 1945, deputado pelo estado do Rio à Assembléia Nacional Constituinte na legenda do Partido Social Democrático (PSD), passando a exercer o mandato ordinário após a promulgação da nova Carta (18/9/1946). Na Câmara dos Deputados, presidiu a Comissão de Saúde e participou da elaboração de projetos e sugestões relativos a problemas sanitários. Tratou ainda do combate à malária e à esquistossomose, da vacinação antidiftérica, do salário mínimo dos médicos e da equiparação de vantagens aos médicos do interior do país. Foi um dos principais defensores da criação do Ministério da Saúde como pasta autônoma, desvinculada do Ministério da Educação.

Reeleito em outubro de 1950, ainda pelo PSD, interrompeu seu mandato em dezembro de 1953 para assumir a pasta da Saúde, criada em agosto pelo presidente Getúlio Vargas. Permaneceu à frente do ministério até junho de 1954, quando reassumiu seu mandato na Câmara Federal. Após o suicídio de Getúlio Vargas em 24 de agosto desse mesmo ano, elegeu-se governador do estado do Rio de Janeiro em outubro seguinte. Sua administração (1955-1958) teve por alvo principal o setor de saúde pública.

Em julho de 1958, desincompatibilizou-se de suas funções para disputar uma cadeira no Senado, elegendo-se em outubro do mesmo ano. Transferiu-se para o Partido Social Progressista e foi líder da sigla no Senado de 1963 a 1965, quando se filiou à Aliança Renovadora Nacional, partido de apoio ao regime militar instaurado no país em abril de 1964. Nessa legenda elegeu-se primeiro suplente de deputado federal pelo estado do Rio nas eleições de novembro de 1966, exercendo o mandato de fevereiro de 1967 a maio de 1969.

Faleceu em Guarapari (ES) no dia 2 de maio de 1969.

Era casado com Maria da Glória São Clemente de Azevedo, com quem teve um filho.

[Fonte: Dicionário Histórico Biográfico Brasileiro pós 1930. 2ª ed. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2001]

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2020. Todos os direitos reservados • Usando: Drupal! • Use versões recentes do IE, Firefox, Chrome, Opera
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede