MESTRADO PROFISSIONAL
Área de concentração e linhas de pesquisa

O Mestrado Profissional tem uma única área de concentração e três linhas de pesquisa.

Área de Concentração: História, Política e Bens Culturais
A área de concentração indica os campos de investimento intelectual no qual se concentra, historicamente, a atuação do CPDOC, abarcando os grandes eixos temáticos contemplados pelo Mestrado Profissional: a política e a cultura, sempre tomando como referenciais a história e a realidade brasileiras. Assim, tanto do ponto de vista dos bens culturais como dos projetos sociais, a dimensão política e histórica estão presentes tanto nos referenciais teóricos como nas perspectivas analítica que fundamentam os projetos desenvolvidos no âmbito do curso.

Linhas de Pesquisa:

  • I. Memória e cultura: os distintos processos de objetificação da memória e o lugar que ocupam em dinâmicas de construção de identidades sociais são aspectos centrais ao trabalho desenvolvido nessa linha de pesquisa, bem como a constituição de espaços de arquivamento, a organização de projetos de “recuperação” de trajetórias, pessoais ou institucionais, e a institucionalização de bens e tradições culturais. Projetos de difusão e democratização da cultura e iniciativas de educação patrimonial também são abordados de maneira recorrente em trabalhos desenvolvidos sob esse eixo temático, que abriga interesses que vão do futebol ao cinema e à televisão, das festas populares às comemorações cívicas. Vale lembrar que parte importante das pesquisas desenvolvidas nesta linha se funda na tradição do CPDOC no desenvolvimento de metodologias para o tratamento de arquivos e a constituição de acervos de história oral, sempre aliadas à reflexão crítica sobre os processos sociais de produção e circulação das fontes históricas.

  • II. Instituições e política: as pesquisas sobre instituições e política estão na raiz da identidade do CPDOC e marcam a produção de um número expressivo de docentes vinculados ao Programa. Elas tomam como objeto de análise ações, práticas e percepções de grupos sociais e de instituições, fundamentalmente, mas também de indivíduos. Os estudos nessa linha contribuem para uma melhor compreensão dos processos de construção institucional e de tomada de decisão na estrutura do poder público; exploram o papel de lideranças sociais, bem como suas múltiplas e complexas interfaces com as instituições políticas mais amplas; discutem as políticas públicas e seus reflexos na construção da cidadania. A dimensão internacional dos fenômenos políticos e os arranjos culturais que ensejam também se inserem nessa linha de pesquisa. Atenção especial é dada à concepção, monitoramento e avaliação de projetos sociais desenvolvidos por órgãos públicos, organizações da sociedade civil ou empresas.

  • III. Cidade e trabalho: esta linha está dividida em dois segmentos, que, com frequência, se interconectam. De um lado, estão projetos que tomam como objeto a cidade e o urbano a partir de uma perspectiva interdisciplinar, a qual privilegia o estudo das dinâmicas e processos que moldam as experiências dos diferentes agentes que povoam, (re)produzem e dão sentidos às cidades. Os modos de vida e as espacialidades vigentes na cidade, ontem e hoje, são objeto de investimento, também centrado em suas interfaces com a arquitetura e o urbanismo, o turismo e a comunicação. As relações entre industrialização e urbanização, os efeitos da reestruturação produtiva sobre os territórios e as sociabilidades urbanas fazem convergir os dois campos que constituem a linha de pesquisa. As temáticas relacionadas ao estudo dos mundos do trabalho abarcam também as múltiplas dimensões culturais envolvidas na construção da identidade dos trabalhadores, bem como as formas de organização dos setores populares e suas interações com as diversas esferas de poder político. A ocupação da cidade, as manifestações populares e os projetos sociais também definem temas e objetos que encontram abrigo nessa linha de pesquisa, para a qual os territórios e seus usos constituem o eixo central de articulação.

 

  Twitter Facebook Youtube Flickr Eclass      Mais   

NOTÍCIAS DA PÓS

O Laboratório de Humanidades Digitais convida para palestra com Ivo Veiga (Universidade Nova de Lisboa), no dia 18 de dezembro de 2017, às 14:00h. Rua Jornalista Orlando Dantas, 60 - Casa Acervo CPDOC. Botafogo, Rio de Janeiro.

Candidatos aprovados na entrevista e convocados para a prova de Línguas:
Clique aqui para Mestrado Acadêmico e Doutorado NOVO!

Candidatos aprovados para a fase de entrevistas:
Clique aqui para Mestrado Profissional

O Laboratórios de Estudos do Esporte (LESP) convida para a palestra com a professora Isabella Trindade Menezes (IFRJ), doutoranda do CPDOC-FGV, seguida de debate com o torcedor Luiz Gustavo Noy, ex-presidente da Fúria Jovem do Botafogo. Dia 13 de dezembro de 2017, às 14:00h, auditório 1027 da FGV, Botafogo, RJ.

Os Grupos Cultna, Intelectuais Negras, GEBAF, LEER e AYA convidam a todos para o evento que ocorrerá no 07 de dezembro de 2017, a partir de 10h. Sala 537, sede da FGV, Botafogo, RJ.

A Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV CPDOC) convida para o seminário que ocorrerá no dia Dia 29 de novembro de 2017, às 14h, na Rua Jornalista Orlando Dantas, 60 - Casa Acervo CPDOC, Botafogo, Rio de Janeiro.

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2017. Todos os direitos reservados • Usando: Drupal! • Use versões recentes do IE, Firefox, Chrome, Opera
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede