A- A+

  

MESTRADO PROFISSIONAL EM BENS CULTURAIS E PROJETOS SOCIAIS
Objetivos, público-alvo, justificativas e valores

 

Objetivos:

O Mestrado Profissional em Bens Culturais e Projetos Sociais pretende qualificar profissionalmente aqueles que, tendo concluído o curso de graduação, atuem ou queiram atuar no planejamento, elaboração, desenvolvimento, gestão, assessoramento, difusão, acompanhamento ou avaliação de atividades e propostas voltadas para bens culturais - como acervos, patrimônio, centros de memória e de cultura, exposições e eventos - ou para projetos sociais - em especial aqueles que tomam a cultura como via privilegiada para o desenvolvimento da cidadania e para a redução da exclusão social.

 

 Público-alvo:

O Mestrado Profissional em Bens Culturais e Projetos Sociais está voltado para todos os portadores de diploma superior, independentemente da área de formação, que desejem melhorar sua qualificação e capacitar-se para atuar em um mercado de trabalho em expansão. Além do trabalho autônomo, os profissionais poderão atuar em instituições do setor privado, como empresas, escritórios de planejamento e assessoria; do setor público, como ministérios, secretarias, órgãos de patrimônio, empresas estatais; e do terceiro setor, como ONGs e fundações.

 

Justificativa:

Nos últimos anos, vêm crescendo de forma patente a demanda e o investimento na área de bens culturais. Trata-se de uma tendência que se observa em todos os setores e camadas da vida social, em um espectro que recobre desde indivíduos e famílias até grupos mais amplos, corporações, empresas, instituições de caráter diverso, tanto públicas quanto privadas. O mesmo ocorre com os projetos sociais, que vêm se multiplicando em função de ações do poder público, ONGs, empresas e fundações junto a comunidades carentes, ou a setores mais empobrecidos da população, mais sujeitos a situações de risco. Além de movimentar uma grande soma de recursos, as áreas de bens culturais e projetos sociais mobilizam um contingente crescente de pessoas, que nem sempre têm a formação devida para as tarefas que desempenham e os problemas que enfrentam.

É essa lacuna que se procura agora preencher. Além de ser o primeiro curso de pós-graduação stricto sensu voltado simultaneamente para as duas áreas, o Mestrado Profissional em Bens Culturais e Projetos Sociais tem uma proposta de caráter multidisciplinar, em que a experiência do CPDOC na história, nas ciências sociais e na arquivologia se articula às competências acumuladas pelas demais escolas da Fundação Getulio Vargas, instituição que tem na seriedade e na respeitabilidade suas marcas principais.

 

Valores:

No Mestrado Profissional em Bens Culturais e Projetos Sociais não há o oferecimento de bolsas de estudo. O pagamento pode ser efetuado à vista ou em parcelas mensais.

Valor à vista: 19.440,00
Valor das mensalidades: 24 parcelas x R$900,00.

 

 

Topo da PáginaEstrutura curricular e condições para a titulação

 

O aluno deverá cursar duas disciplinas obrigatórias e outras quatro optativas, cada uma valendo três créditos. As disciplinas optativas deverão ser definidas pelo aluno em função do trabalho de conclusão do curso a ser desenvolvido. Além dessas disciplinas, dois seminários obrigatórios deverão ser cursados: um tutorial, com o orientador, valendo três créditos, e outro de trabalho de conclusão, valendo três créditos. Neste último, todos os alunos deverão apresentar e discutir entre si seus projetos de trabalho de conclusão, sob a coordenação de um professor. Até o final do terceiro semestre do curso, o aluno deverá apresentar e discutir, com uma banca formada por três professores, sendo um o orientador, seu projeto de trabalho de conclusão, o plano que especifica seu desenvolvimento e os resultados parciais até então alcançados. Cumprida essa fase, será considerado apto a desenvolver plenamente seu trabalho de conclusão, que deverá ser defendido até o final do quarto semestre do curso. Tendo em vista tratar-se de um mestrado profissional, não há necessidade de que o trabalho de conclusão seja uma dissertação, muito embora também possa sê-lo. Serão aceitos, igualmente, propostas ou mesmo o desenvolvimento de projetos e produtos específicos. O trabalho de conclusão será analisado por uma banca de três professores, sendo um o orientador. A obtenção do título estará condicionada à conclusão das disciplinas obrigatórias e eletivas e à aprovação do trabalho de conclusão pela banca. Este trabalho, aprovado, equivalerá a nove créditos. O curso compreenderá, portanto, um total de 32 créditos, o que corresponde a 480 horas aula, com uma duração média de quatro períodos letivos, ou 24 meses. O tempo mínimo de conclusão do curso será de 18 meses, e o máximo de 30 meses.

 

 

Topo da PáginaHorário das aulas e disciplinas

 

Horário das aulas: 18:30 às 21:30 horas

 

Disciplinas:

Obrigatórias

Cultura e Sociedade
O objetivo do curso é fornecer alguns instrumentais teóricos úteis, e promover um debate que ajude a problematizar categorias e práticas sociais, ao mostrar como valores e padrões socialmente compartilhados estão fundados em matrizes culturais, elas mesmas historicamente constituídas. O curso aborda o conceito de cultura nas ciências sociais e o debate sobre a questão da construção das identidades no mundo moderno, com ênfase nos processos históricos de conformação e de desestabilização da identidade nacional. A dinâmica das identidades serve como o ponto de partida para o contato com o tema da cidadania, da justiça social e da pós-modernidade. O debate teórico a ser desenvolvido pretende, fundamentalmente, conformar ferramentas para uma reflexão sobre a sociedade brasileira e, igualmente, para uma melhor análise da questão dos bens culturais e dos projetos sociais.)
História do Brasil
O curso tem como objetivo discutir temas e questões centrais à história do Brasil Republicano, enfatizando uma abordagem política e cultural. A proposta é a de contemplar eventos, atores políticos e debates que marcaram decisivamente a trajetória de constituição de um Brasil moderno, sem ambição de esgotar o período. Será privilegiada uma reflexão sobre o regime republicano, destacando-se tanto a dimensão intelectual de diagnósticos e prognósticos sobre a nação, quanto os processos de implementação de políticas públicas que caracterizaram padrões governativos. Trata-se de inscrever a dimensão histórica como um elemento fundamental de uma reflexão crítica sobre bens culturais e projetos sociais.

Optativas
Acervos e informação
Ementa:Discussão sobre a noção de patrimônio em geral, de patrimônio histórico e de patrimônio histórico no Brasil. Diferentes sentidos do conceito de patrimônio ao longo do tempo, instituições e políticas de preservação. Caracterização dos distintos tipos de acervos, com ênfase nos acervos arquivísticos, públicos e privados. Instituições de memória: arquivos, bibliotecas, museus, centros de documentação - fundamentos históricos, características, singularidades e confluências. Informação: registro, organização, preservação, acesso e a relação entre o público e o privado. Acervos, informação e produção de conhecimento histórico.

Bibliografia: Bibliografia aberta, a ser definida pelo docente em função do curso e dos objetivos que vierem a ser recortados.

Cidadania e direitos
O objetivo do curso é discutir distintas noções de cidadania, articulando-as à idéia de direitos e observando como dão forma e orientam projetos efetivos. Ênfase especial será dada ao problema da cidadania no Brasil, que será abordado de uma perspectiva histórica. Será feito um balanço das instituições brasileiras voltadas para a defesa dos direitos da cidadania. Serão analisados propostas, projetos e trabalhos concretos, no Brasil, de afirmação e ampliação da cidadania, e de redução da exclusão social, procurando ver as concepções de cidadania que os embasam e que dão forma às suas práticas.
Cultura de viagem: turismo, fronteiras e identidades
Ementa: Este curso pretende discutir o turismo - fenômeno global, responsável pela movimentação de capitais, corpos e culturas - a partir de uma abordagem interdisciplinar, situando-o no campo de reflexão sobre Cultura de Viagem, e tendo como pauta os seguintes aspectos e questões:
  • história e categorizações do turismo;
  • o turismo e a temática da viagem como objeto das ciências sociais;
  • relação das práticas turísticas com a construção de identidades locais, nacionais e transnacionais;
  • turismo da perspectiva de visitantes e visitados (repercussões para populações receptoras);
  • a reflexão sobre o turismo como fonte de novos parâmetros para a discussão dos temas da "autenticidade", "alteridade" e "preservação cultural";
  • contribuição da pesquisa qualitativa sobre a prática do turismo para a compreensão de questões relativas à cultura e à identidade no mundo pós-colonial.

Atribuições/Trabalhos/Avaliação
A cada sessão, um aluno será encarregado de apresentar um texto e preparar o resumo correspondente - de uma página - que iremos acumulando e compartilhando ao longo do curso. Ao final, deverá ser elaborado um trabalho de 10 a 15 páginas sobre um tema referido ao curso.
A avaliação será feita com base nos dois itens acima.

Programa (preliminar)

  1. Introdução à proposta do curso e apresentação do documentário Cannibal Tour
  2. Um panorama histórico do turismo
  3. Turismo como objeto das Ciências Sociais
  4. O turista e a pós-modernidade
  5. Construindo o "olhar do turista"
  6. A imagem da cidade turística: O caso do Rio de Janeiro (por Celso Castro)
  7. Turismo e seus discursos: os guias de viagem
  8. Turismo Étnico: em busca do "Outro"
  9. Turismo sexual e as dinâmicas de gênero
  10. Eco-turismo e a (re)invenção da natureza
  11. Turismo e Patrimônio
  12. Turismo Religioso: o fenômeno das peregrinações contemporâneas
  13. Reality Tours & Pro-poor Tourism
  14. A volta para casa: souvenirs e fotografia (por Palloma Menezes)
  15. Orientação/discussão: trabalhos finais
Gestão de projetos sociais
O curso tem como eixo o binômio gestão social versus gestão estratégica. Serão trabalhados os métodos de intervenção e participação social, bem como toda a problemática da elaboração, análise e avaliação de projetos sociais. As estratégias de parcerias serão objeto de análise, enfatizando-se a coordenação interinstitucional na relação Estado-sociedade civil. Se buscará, ainda, avaliar experiências de projetos sociais.
Imagem: acervos, usos e representações
O objetivo da disciplina é examinar um conjunto de questões e problemas ligados à imagem, aos seus usos, à sua produção, ao seu consumo, à sua recepção, o que guarda relação com o que se poderia chamar de cultura visual. Ênfase especial será dada à discussão da imagem enquanto representação, de seus primórdios até a imagem digital. Em consonância com a competência mais específica do CPDOC-FGV, será conferida uma atenção particular à fotografia, ao cinema e à televisão, estimulando a discussão sobre em que termos esses meios representam a realidade. A análise de questões de caráter conceitual servirá como instrumento crítico para o exame dos diferentes usos da imagem em exposições, vídeos, livros etc., além de contribuir para a identificação das singularidades dos diferentes acervos de imagem existentes no país. Está prevista a visita aos acervos de imagem existentes na cidade do Rio de Janeiro, assim como a exposições temporárias e permanentes na qual a imagem se faz presente em termos documentais e/ou estéticos.
Instituições culturais
A disciplina tem por objetivo analisar as instituições culturais, suas transformações e seu papel não apenas na revitalização, mas principalmente na construção e na afirmação de identidades de grupos sociais, de localidades, bairros e mesmo cidades. Serão tratadas questões como a da criação de centros de memória, instituições culturais, gestão de projetos culturais, montagem de exposições, e também pesquisa, produção e divulgação de eventos culturais. Noções como as de indústria cultural, mercado cultural e consumo cultural serão igualmente objeto de análise. Será examinada a legislação pertinente bem como debatidas experiências concretas.
Métodos de pesquisa
A disciplina tem como objetivo fornecer um panorama das possibilidades de aplicação da história oral e apresentar os principais procedimentos técnico-metodológicos envolvidos na realização e difusão de entrevistas de caráter histórico e documental. Serão discutidas a especificidade das fontes orais, bem como as principais questões envolvidas na construção, conservação e socialização de arquivos sonoros. Serão objeto de debate, igualmente, os impactos, as vantagens e os problemas, inclusive de ordem legal, produzidos pelo emprego de novas tecnologias digitais e da internet.
História e teoria social
Ementa: Discussão dos modos como, nas últimas décadas, a disciplina histórica vem intensificando o diálogo com as ciências humanas, de maneira mais ampla, e, mais especificamente, com as ciências sociais. Traçar um painel das teorias e dos conceitos dessas ciências com os quais os historiadores têm dialogado de maneira mais sistemática, analisando os efeitos epistemológicos dessa incorporação na produção de conhecimento em história, na construção de objetos, na invenção de metodologias, nos usos de fontes de pesquisa. A partir das relações entre história e ciências sociais, do debate sobre interdisciplinaridade na produção de conhecimento, discutir a própria história da disciplina histórica nas últimas décadas.

Bibliografia: Bibliografia aberta, a ser definida pelo docente em função do curso e dos objetivos que vierem a ser recortados.

Patrimônio cultural no Brasil
O curso objetiva discutir a noção de patrimônio a partir de uma perspectiva abrangente e de suas relações com os conceitos de cultura, memória e identidade. Será debatida a oposição patrimônio tangível x patrimônio intangível, bem como os usos e os conflitos em torno das noções de patrimônio. Serão abordados, ao analisar a questão no Brasil, aspectos históricos, com ênfase na criação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, IPHAN, e suas reformulações ao longo do tempo. Serão abordados também os aspectos legais da questão, incluindo a análise das leis de incentivo fiscal, que favorecem a realização de projetos na área de preservação do patrimônio, e seus desdobramentos políticos e sociais.
Procedimentos técnico-metodológicos de história oral
A disciplina tem como objetivo fornecer um panorama das possibilidades de aplicação da história oral e apresentar os principais procedimentos técnico-metodológicos envolvidos na realização e difusão de entrevistas de caráter histórico e documental. Serão discutidas a especificidade das fontes orais, bem como as principais questões envolvidas na construção, conservação e socialização de arquivos sonoros. Serão objeto de debate, igualmente, os impactos, as vantagens e os problemas, inclusive de ordem legal, produzidos pelo emprego de novas tecnologias digitais e da internet.
Seminários obrigatórios
Seminário de trabalho de conclusão
Não há aqui uma ementa fixa, dependendo os assuntos em debate das propostas de trabalho de conclusão a serem apresentadas pelos alunos. O objetivo da disciplina é permitir, a cada aluno em fase de elaboração de trabalho de conclusão, que possa apresentá-lo e discuti-lo com os demais, sob a coordenação de um professor. Dessa forma, além de receber comentários e críticas ao seu trabalho, o aluno também poderá conhecer e comentar os demais. A disciplina deverá contribuir, juntamente com o Seminário tutorial, para a preparação da versão definitiva da proposta de trabalho de conclusão.
Seminário tutorial
A disciplina não tem uma ementa definida, destinando-se a discussões específicas, individuais, entre orientador e orientando, no sentido de precisar e avançar a elaboração do trabalho de conclusão. Portanto, o resultado da disciplina deverá ser uma versão definitiva da proposta de trabalho de conclusão.

 

Topo da PáginaCoordenação

 

Coordenação:

Profª. Drª.  Luciana Quillet Heymann

 

Topo da PáginaMais informações

Fundação Getulio Vargas - Secretaria de Registro Acadêmico
Praia de Botafogo 190, 3º andar - Botafogo
22250-900 Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Telefone: (55) (21) 3799-5757
[horário: das 9:00 às 17:00 hs / segunda a sexta ]
E-mail: pphpbc@fgv.br

 

 

 

  Twitter Facebook Youtube Flickr Eclass      Mais   

NOTÍCIAS DA PÓS

Com a presença de Ivo Veiga, no dia 18 de dezembro de 2017, às 14:00h. Rua Jornalista Orlando Dantas, 60 - Casa Acervo CPDOC. Botafogo, Rio de Janeiro.

O Laboratórios de Estudos do Esporte (LESP) da Escola de Ciências Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV-CPDOC) convida para a palestra com a professora Isabella Trindade Menezes (IFRJ - Faculdade de Educação de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro), doutoranda do CPDOC-FGV, seguida de debate com o torcedor Luiz Gustavo Noy, ex-presidente da Fúria Jovem do Botafogo. No dia 13 de dezembro de 2017, às 14:00h, na Fundação Getúlio Vargas, auditório 1027. Praia de Botafogo, 190 - Botafogo, Rio de Janeiro.

O Laboratório de Estudos Étnico-Raciais (LEER) da Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV CPDOC) e o Grupo Cultura Negra no Atlântico (CULTNA) convidam a todos para o evento que ocorrerá no dia 26 de outubro de 2017, às 14h. Praia de Botafogo, 190 - Fundação Getúlio Vargas, sala 537. Evento adiado para o dia 07 de dezembro de 2017.

A Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV CPDOC) convida para o seminário que ocorrerá no dia Dia 29 de novembro de 2017, às 14h, na Rua Jornalista Orlando Dantas, 60 - Casa Acervo CPDOC, Botafogo, Rio de Janeiro.

A Escola de Ciências Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV CPDOC) convida para o seminário que ocorrerá no dia Dia 28 de novembro de 2017, às 10h, na Rua Jornalista Orlando Dantas, 60 - Casa Acervo CPDOC, Botafogo, Rio de Janeiro.

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2017. Todos os direitos reservados • Usando: Drupal! • Use versões recentes do IE, Firefox, Chrome, Opera
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede