A- A+

II Seminário Internacional Mundos do Trabalho - VI Jornadas de História do Trabalho
Programação

Local: FGV Candelária - Rua Candelária, 6 - Centro, Rio de Janeiro

Programação completa em PDF

27 de novembro de 2012
09h - 10h
Mesa de Abertura (Auditório Terreo)
  • Celso Castro (Diretor CPDOC/FGV)
  • Benito Schmidt (Presidente da Associação Nacional de História: Anpuh-Brasil)
  • Paulo Fontes (Professor do CPDOC/FGV e Coordenador Nacional do GT Mundos do Trabalho)


10h – 12h
Conferência Inaugural (Auditório Terreo)
  • Profª Ângela de Castro Gomes (CPDOC/FGV)


13h30 – 15h30 Sessões Coordenadas:

1. To work or not to work: subaltern groups in labour history - Auditório (Térreo)

[ Resumo]
  1. Las fronteras del trabajo a prueba del debate sobre la prostitución. Perspectivas desde Bolívia
    Pascale Absil (Pesquisadora do IRD, Universidade de Paris 1, França)
  2. Between wage labour and petty crime: Household Economies in Autobiographic Writings of German Working Classes around 1900
    Jürgen Schmidt (Pesquisador da Humboldt University, Berlim, Alemanha)
  3. A work to be learned: changes in the conception of "domestic service" (Rio de Janeiro, early twentieth century)
    Lerice de Castro Garzoni (Doutora em História, Unicamp)
  4. Prostitutes’ backgrounds during the interwar period
    Magaly Rodriguez Garcia (Postdoctoral fellow da FWO, Bélgica)
  5. De gira: artista de varieté, género y trabajo en la década de 1910
    Cristiana Schettini (Professora da Universidad Nacional de General San Martín, Argentina)
Comentador: Victor Silverman (Pomona College, EUA)

2. Esporte e Trabalho: Relações - (Sala 201)

[ Resumo]
  1. Entre as elites e os populares: os jóqueis – primeiros atletas profissionais
    Victor Andrade de Melo (Professor do Departamento de História, UFRJ)
  2. Esporte e trabalho no corporativismo de Vargas e Salazar (1930-1945)
    Maurício Drumond (Doutorando em História, UFRJ)
  3. Jogador de futebol no Rio de Janeiro: a exploração de um trabalhador sem profissão (1904-1933)
    João Manuel Casquinha Malaia Santos (Professor da Universidade Nove de Julho – SP)
  4. Entre os apitos das fábricas e dos campos: o futebol nos arrabaldes dos subúrbios do Rio de aneiro (1914-1923)
    Nei Jorge Santos (mestrando em História, UFRJ)
  5. Parceria, comunidade e abnegação": a Associação Atlética Anhanguera e o futebol de várzea (1928-1958).
    Diana Mendes Machado da Silva (Mestranda em História, USP)
Comentador: Leonardo Pereira (PUC-Rio)

3. Mundos do trabalho na América Latina: desafios contemporâneos - (Sala 102)

[ Resumo]
  1. Nos dieron vida también a nosotros, le dieron vida al país”. Relatos obreros sobre el declinamiento y cierre de Swift en Berisso (Argentina)
    Eleonora Bretal (Professora de Sociologia, Universidad Nacional de La Plata, Argentina)
  2. Quatro casos de fábricas geridas pelos trabalhadores: Brasil e Argentina
    Josiane Lombardi Verago (Pesquisadora do Centro de Memória Operária e Popular)
  3. Trabalho e Economia Solidária: novas e velhas reconfigurações do trabalho associado do Brasil
    Sônia Marise Salles Carvalho (Professora do Departamento de Educação, UnB)
  4. Tizas, pizarrones, huelga y piquetes: Una historia del conflicto docente de 1997 en Neuquén, Argentina
    Andrea Andujar (Pesquisadora do Instituto Interdisciplinario de Estudios de Gênero da Universidad de Buenos Aires)
Comentador: Leonardo Mello (USP)

4. Trabalho e exclusão nos domínios açucareiros brasileiros (século XX) - (Sala 302)

[ Resumo]
  1. O Estatuto da Lavoura Canavieira de 1941 e a exclusão ‘peculiar’ dos trabalhadores rurais
    Gillian McGillivray (Professora da University of York – Canadá)
  2. ‘Terras de Açúcar’, terras de exclusão
    Christine Rufino Dabat (Professora do Departamento de História da UFPE)
  3. Trabalhadores rurais diante da violência: a resistência nos anos 80
    Maria do Socorro de Abreu e Lima (Professora do Departamento de História da UFPE)
  4. Ambiente e Trabalho na História da Luta de Classe: O mundo rural e os limites ‘intransponíveis’ das plantações açucareiras (Pernambuco, Brasil)
    José Marcelo Marques Ferreira Filho (Doutorando em História na UFPE)
Comentador: Mario Grynszpan (CPDOC/FGV)

5. Polícia e trabalhadores no Rio de Janeiro e Buenos Aires, século XX - (Sala 303)

[ Resumo]
  1. A região portuária como um caso de polícia no Rio de Janeiro da Primeira República
    Rômulo Costa Mattos (Professor do Departamento de História, PUC-Rio)
  2. A perseguição policial ao samba carioca (1900-1930)
    Juliana Lessa Vieira (Mestranda em História, UFF)
  3. Consenso e coerção: os excluídos da cidadania na era Vargas (1930-1945)
    Giovanna de Abreu Antonaci (Mestranda em História, UFF)
  4. Polícia e produção de instabilidade na favela: Rio de Janeiro, 1950-1964
    Marco Marques Pestana de Aguiar Guedes (Mestrando em História, UFF)
  5. Documentación policial e historia social del trabajo: los archivos de la DIPBA en Argentina
    Pablo Ghigliani (Professor da Universidad Nacional de La Plata, Argentina)
Comentador: Amy Chazkel (City University of New York)



16h – 18h Sessões Coordenadas:

6. Os trabalhadores e o populismo no Brasil e na Argentina: experiências e debates teóricos - Auditório (Térreo)

[ Resumo]
  1. Populismo: considerações sobre um espectro que ronda o mundo
    Murilo Leal Pereira Neto (Professor do Departamento de História, Unifesp, Campus Osasco)
  2. Nacionalismo de massas e relações de classe no contexto da Segunda Guerra Mundial: O caso de Recife
    Alexandre Fortes (Professor do Departamento de História e Economia,UFRRJ)
  3. Arte, Estado y Trabajo. Proyectos artístico-educativos destinados a los obreros durante el primer peronismo
    Yanina Andrea Leonardi (Doutora em História, Universidade de Buenos Aires, Argentina, Investigadora do Conicet)
  4. "Bonapartismo" e "populismo": convergências interpretativas sobre o período 1930-1964 da república brasileira
    Felipe Abranches Demier (Doutor em História, UFF)
  5. Conflictos laborales y comportamiento sindical durante la tercera presidencia de Juan D. Perón (1973-74)
    Alejandro M. Schneider (Professor de História, UNLP, Argentina)
Comentador: Norberto Ferreras (UFF)

7. Asociacionismo católico y mundo del trabajo en la primera mitad del siglo XX - (Sala 201)

[ Resumo]
  1. Catolicismo social, catolicismo de masas y mutualismo en la Argentina: 1900-1950. El caso del Círculo de Obreros de Rosario
    Diego Mauro (Professor de História, Universidad Nacional de Rosario)
  2. La influencia del sindicalismo pre-peronista y pro-católico en el desarrollo del peronismo en Córdoba.
    Jessica Blanco (Doutoranda em História, Universidad Nacional de Córdoba)
  3. “Levadura en la masa”: la Juventud Obrera Católica (JOC) en Uruguay a través de su periódico “Juventud Obrera” (1944-1959)
    Lorena García Mourelle (Universidad de la República)
  4. El rol de las mujeres en las asociaciones católicas para trabajadores. Una aproximación comparativa entre Rosario y Córdoba
    Gardenia Vidal (Professora da Universidad Nacional de Córdoba)
  5. Entre amarelo e vermelho: internacionalismo operário, ‘disputas por espaço’ e organização católica dos trabalhadores de Belo Horizonte
    Deivison Gonçalves Amaral (Doutorando em História, Unicamp)
Comentador: Christiane Jalles (CPDOC/FGV)

8. História, Literatura e Artes Plásticas: o engajamento intelectual em questão - (Sala 102)

[ Resumo]
  1. Contratos e Distratos: a “classe teatral” fluminense e a profissionalização do ator
    Silvia Cristina Martins de Souza (Professora do Departamento de História, UEL)
  2. Comovendo os “brancos”: Crítica e militância abolicionista na obra de João da Cruz e Sousa
    Luiz Alberto de Souza (Mestrando em História, UFSC)
  3. A crônica engajada de Lima Barreto
    Denílson Botelho (Professor do Departamento de História e Geografia da UFPI)
  4. Meninos e meninas de fábrica: representações de trabalhadores urbanos no modernismo brasileiro
    Andréa Casa Nova (Professora do Departamento de História da UFRJ)
  5. A crônica da seca: Leonardo Mota e os retirantes em fuga (Ceará, 1915)
    Frederico de Castro Neves (Professor do Departamento de História da UFC)
Comentador: Adriano Duarte (UFSC)

9. Trabalhadores diante do poder público municipal: conflitos e estratégias de negociação - (Sala 302)

[ Resumo]
  1. Greves contra leis: os carroceiros do lixo e a Câmara Municipal do Rio de Janeiro (1873-1876)
    Paulo Cruz Terra (Doutor em História, UFF)
  2. Construir nos subúrbios: os conflitos entre os trabalhadores suburbanos e o poder público municipal (Rio de Janeiro,1890-1910)
    Cristiane Regina Miyasaka (Doutoranda em História, Unicamp)
  3. Demandas do e discussões sobre o funcionalismo municipal (capital federal, 1892-1902)
    Marcelo de Souza Magalhães (Professor do Departamento de História, UNIRIO)
  4. As câmaras municipais e os estudos sobre trabalhadores no Brasil Império
    Juliana Teixeira Souza (Professora do Departamento de História,UFRN)
  5. Apesar de tanto não: trabalhadores negros e de baixo prestígio entre os eleitores da freguesia da Sé, São Paulo, 1890
    Ana Flávia Magalhães Pinto (Doutoranda em História, Unicamp)
Comentador: Fabiane Popinigis (UFRRJ)

10. Educação e trabalho no Brasil, século XX - (Sala 303)

[ Resumo]
  1. A formação para o trabalho das escolas do SENAI: pensando as formas de trabalho e educação
    Desire Luciane D. Lima (Doutoranda em História, Unicamp)
  2. A criação do SENAI no contexto da era Vargas
    Marcelo Augusto Monteiro de Carvalho (Professor do IFECT de São Paulo)
  3. Infância das fábricas: trabalho de menores e ensino industrial do Sul do Brasil
    Vania Herédia (Professora da UCS) e Ramon Tisott (Doutorando em História, UFRGS)
  4. Uma Classe de profissionais que a nação carece (1939-2011)
    Maria Lucia Mendes de Carvalho (Doutoranda Fagri/Unicamp) e Monica de Oliveira Costa (Escola Técnica Estadual Carlos de Campos)
  5. Escola de Aprendizes Artífices da Bahia: encruzilhadas da educação profissional entre 1909 e 1937
    Rosimeire Pereira dos Santos (Mestranda em História, Uneb, BA)
Comentador: Marcelo Mac Cord (UFF)

28 de novembro de 2012
09h - 12h Mesa Redonda: História Social do Trabalho: Diálogos Interdisciplinares - Auditório (térreo)
  • Coordenação: José Ricardo Ramalho (UFRJ)
  • Adalberto Cardoso (IESP-UERJ)
  • Francisco Foot Hardman (UNICAMP)
  • Renato Colistete (FEA-USP)
  • José Sérgio Leite Lopes (Museu Nacional/UFRJ)


13h30 – 15h30 Sessões Coordenadas:

11. Migrações e Mercado de trabalho em perspectiva global - Auditório (Térreo)

[ Resumo]
  1. The Guestworker-System and its impact on migrants workers in 20th century Western Europe
    Marcel Berlinghoff (Pesquisador, Heidelberg University, Alemanha)
  2. Labor markets in the colonial context. How colonialism produces wage laborers in 19th century Algeria
    Julia Harnoncourt (Doutoranda, University of Vienna, Áustria)
  3. Themes and Challenges in the history of Work in Francophone West Africa - The Case of Senegal
    Babacar Fall (Professor, Faculté des Sciences et Technologies de l'Education et de la Formation, Université Cheikh Anta Diop, Dakar, Senegal)
  4. Imigrantes japoneses e mercado de trabalho agrícola em São Paulo, 1908- 1958
    Gustavo Takeshy Taniguti (Doutorando em Sociologia, USP)
Comentador: Alain Pascal (UFRRJ)

12. Na transição para o trabalho livre: trabalhadores em trânsito - (Sala 201)

[ Resumo]
  1. Abolicionismo e ação coletiva da classe trabalhadora: um olhar para além do nacional a partir do Brasil
    Marcelo Badaró Mattos (Professor do Departamento de História, UFF)
  2. Justo e Giovanni: dois mestres sapateiros
    Beatriz Ana Loner (Professora Visitante da Universidade de Santa Maria)
  3. Entre o cativeiro e a indústria: os africanos livres da Real Fábrica de Ferro São João do Ipanema, Sorocaba, São Paulo, Brasil (1830-1840)
    Mariana Alice Pereira Schatzer Ribeiro (Mestranda em História, UNESP, campus de Assis, São Paulo)
  4. União dos Operários Estivadores: a luta por um sindicato nacional, 1903-1915.
    Maria Cecília Velasco e Cruz (Professora do Departamento de História, UFBA)
  5. Precarização do direito e da liberdade no Brasil Império: estudo do processo de reescravização de Brasília
    Mariana Armond Dias Paes (Mestranda em Direito, USP)
Comentador: Beatriz Mamigoniam (UFSC)

13. História e Justiça do Trabalho - (Sala 102)

[ Resumo]
  1. Entre o Negociado e o Legislado: Trabalhadores e Tribunais no Brasil
    Fernando Teixeira da Silva (Professor do Departamento de História, Unicamp)
  2. O velho e o novo, o masculino e o feminino, o rural e o urbano: perfis de trabalhadores, reivindicações e estratégias de luta
    Rita de Cássia Mendes Pereira (Professora do Departamento de História, UESB)
  3. A greve de 1946 dos mineiros de carvão do Rio Grande do Sul e a Justiça do Trabalho
    Clarice Gontarski Speranza (Bolsista de pós-doutorado em História, UFPel)
  4. Em tempo de lutar por direitos: Justiça do Trabalho e negociação salarial em Porto Alegre de 1958 a 1964
    Alisson Droppa (Doutorando em História, Unicamp)
  5. ¿Individual o colectiva? La Justicia del trabajo platense en el post peronismo
    Andrés Stagnaro (Doutorando em História, Universidade Nacional de La Plata- Argentina)
Comentador: Elina Pessanha (UFRJ)

14. Políticas públicas e mundo do trabalho no Brasil República: lutas, reivindicações e conquistas (1930-1990) - (Sala 302)

[ Resumo]
  1. Prato do dia no Serviço de Alimentação da Previdência Social (SAPS): uma política de alimentação para os trabalhadores (1940-1967)
    Ana Maria da Costa Evangelista (Professora titular da Rede Estadual de Ensino de Minas Gerais)
  2. O olhar da imprensa militante do Rio de Janeiro sobre a política sindical do governo provisório de Getúlio Vargas
    Luis Eduardo de Oliveira (Professor do Instituto Superior de Educação Carlos Chagas, em Juiz de Fora – MG)
  3. "Dos trabalhadores ao SAPS": as relações entre os trabalhadores e o Serviço de Alimentação da Previdência Social (1947-1950)
    Marcela Fogagnoli (Doutoranda na COC-Fiocruz)
  4. Trabalhadores e estudantes: a luta pela transição democrática brasileira e a fundação do Partido dos Trabalhadores (1974 a 1984)
    Gislene Edwiges de Lacerda (Doutoranda em História Social, PPGHIS –UFRJ)
  5. O operário e o prato do dia: Sociologia e Nutrição em um estudo de Josué de Castro sobre padrão de vida de trabalhadores.
    Angelo Del Vecchio (Professor da Faculdade de Ciências e Letras, Unesp, Araraquara)
Comentador: Gisele Sanglard (Fiocruz e USS)

15. Mundos do trabalho e história pública - (Sala 303)

[ Resumo]
  1. Redes de documentação e memória popular – a partir da experiência do Centro de Pastoral Vergueiro (CPV) – décadas de 1970-80
    Paula Ribeiro Salles (Mestrando em História, PUC-SP)
  2. Trabalho e trabalhadores na proposta do Museu do Trabalho e do Trabalhador em São Bernardo do Campo
    Hélio da Costa (Doutorando em Sociologia, USP e Pesquisador do Instituto Observatório Social)
  3. Da historiografia aos bancos da escola: o tema do trabalho e dos trabalhadores nos livros didáticos de História do Brasil no século XIX
    Silvia Regina Petersen (Professora do Departamento de História da UFRGS)
  4. Do Fundo da Mina à vitrine do Museu: a nova proposta museográfica do Museu Estadual do Carvão (Arroio dos Ratos, RS)
    Benito Bisso Schmidt (Professor do Departamento de História da UFRGS) e Letícia Bauer (Doutoranda em História, UFRGS)
  5. Experiencias de formación político-sindical en Argentina en los años 1960
    Gabriela Scodeller (Pesquisadora do Instituto Gino Germani, Universidad de Buenos Aires, Argentina)
Comentador: Luciana Heymann (CPDOC/FGV)



16h – 18h Sessões Coordenadas

16. Os significados da liberdade nas trajetórias de libertos: contratos de trabalho, educação e imprensa - Auditório (térreo)

[ Resumo]
  1. Negociação escrava e estratégia senhorial nos últimos anos da escravidão
    Fabiane Popinigis (Professora do Departamento de História, UFRRJ)
  2. A educação e o caminho da liberdade: Silvino Azeredo e a educação dos egressos do cativeiro.
    Álvaro Pereira do Nascimento (Professor de História, UFRRJ)
  3. A liberdade como horizonte de expectativa: sobre os significado do pós-abolição antes que acontecesse
    Henrique Espada Lima (Professor do departamento de História, UFSC)
  4. Operários e artífices organizados e sua luta pela jornada de oito horas. Recife, 1890-1891.
    Marcelo Mac Cord (Professor do Departamento de Educação, UFF)
  5. “Não o chame de seu cativo, por ser liberto, e lhe pague os serviços que tinha feito”: escravos e libertos na Bahia Colonial
    Daniele Santos de Souza (Doutoranda em História, UFBA)
Comentador: Marta Abreu (UFF)

17. Anarquismos, Socialismos e mundos do trabalho no Cone Sul da América (1840-1950) - (Sala 201)

[ Resumo]
  1. Entre a razão e a fé: disputas entre anarquistas e católicos pela instrução dos trabalhadores e de seus filhos (Brasil1900-1920)
    Isabel Bilhão (Professora do Departamento de História da UPF, RS)
  2. Anarquistas en Montevideo: ideas y prácticas en torno al tiempo libre de los trabajadores (1920-1950)
    Rodolfo Porrini (Professor do Departamento de História da Universidade do Uruguai)
  3. Lutas econômicas e anarquismo: estratégias e concepções anarquistas no Brasil das duas primeiras décadas do século XX
    Tiago Bernardon de Oliveira (Professor do Departamento de História da UEPB)
  4. A Sociedade Union Industrielle: uma associação de socialistas no Brasil em 1841
    Ivone Gallo (Doutora em História, Unicamp)
  5. O maximalismo como problema: circulação e reapropriações de referências ao bolchevismo no movimento operário brasileiro entre 1917 e 1919.
    Frederico Duarte Bartz (Doutorando em História, UFRGS)
Comentador: Carlo Romani (UniRio)

18. Trabalhadores, eleições, carestia e lutas por direitos no pós II Guerra - (Sala 102)

[ Resumo]
  1. Trabalhadores, política e cidadania operária na Bahia no contexto de transição democrática (1945-1947)
    Edinaldo Antonio Oliveira Souza (Doutorando em História, UFBA)
  2. Representando os operários: As eleições de 1947 e a atuação da bancada comunista na Assembleia Legislativa de Alagoas
    Anderson Vieira Moura (Doutorando em História, Unicamp)
  3. Uma análise da política partidária a partir da história social: as eleições de 1947 em Santa Catarina
    Camilo Buss Araujo (Doutorando em História, Unicamp)
  4. Jânio Quadros e a indignação das multidões controladoras de preços
    Jefferson José Queler (Professor do Departamento de História da UFOP)
Comentador: Luís Reznik (PUC-Rio e UERJ)

19. Abordagens e problemas contemporâneos do trabalho na América Latina - (Sala 302)

[ Resumo]
  1. Medio ambiente y mercado de trabajo en un contexto de marginalidad económica. Chaco - Argentina: 1960-1976
    Adrián Gustavo Zarrilli (Professor do Departamento de Ciêncais Sociais, Universidad Nacional de Quilmes, Argentina)
  2. Trabalho Análogo à Escravidão: reflexões sobre os usos e apropriação do Seguro-Desemprego
    Cristiana Costa da Rocha (Doutoranda em História, UFF)
  3. ONGs, empoderamento, abordagem de direitos e o reconhecimento do trabalho na economia do cuidado
    Jorge O. Romano Doutor em Ciências Sociais, CPDA/UFRRJ e Rachel Moussié (Coordenadora de Direitos Econômicos da Mulher, ActionAid)
  4. O Programa “Trabalho Decente” da OIT: Usos e aplicações por ONG’s e organizações da sociedade civil
    Norberto O. Ferreras (Professor do Departamento de História, UFF)
Comentador: Marco Aurélio Santana (UFRJ)

20. Mundos do Trabalho no Oeste: história e historiografia trasnacional/nacional/local - (Sala 301)

[ Resumo]
  1. Trabalhadores da Siderurgia e a luta por direitos na Justiça do Trabalho em Corumbá (nas décadas de 1960 e 1970)
    Rodrigo Salvador de Araujo (Mestrando em História UFGD, Mato Grosso do Sul)
  2. O soldado-cidadão: questões sobre trabalho e fronteiras em Mato Grosso (1900-1930)
    Carlos Alexandre Barros Trubiliano (Doutorando em História, UNESP/Franca)
  3. Escravos, roceiros e povos originários nos campos do sul de Mato Grosso (s[éculos XVIII e XIX)
    Maria Celma Borges (Professora de História da UFMS)
  4. Nos limites da civilidade: narrativas de militantes operários
    Vitor Wagner Neto de Oliveira (Professor de História da UFMS)
Comentador: Paulo Pinheiro Machado (UFSC)



18h30 - 21h Reunião do GT Mundos do Trabalho - Auditório (térreo)
29 de novembro de 2012
09h - 12h Mesa Redonda 2: A América Latina e a história social do trabalho numa perspectiva global - Auditório (térreo)
  • Coordenação: Maria Verónica Secreto (UFF)
  • Angela Vergara (University of San Diego, Califórnia)
  • Rossana Barragán (International Institute of Social History)
  • Mirta Lobato (Universidade de Buenos Aires)
  • Carlos Illades (UNAM)


13h30 – 15h30 Sessões Coordenadas:

21. Socialismo, mutualismo e participação política no Brasil e na Argentina - Auditório (Térreo)

[ Resumo]
  1. Muitos votantes e poucos eleitores: a difícil conquista da cidadania operária no Brasil Império (Salvador, 1850-1881)
    Aldrin Armstrong Silva Castellucci (Professor UNEB)
  2. Experiências políticas de los trabajadores tucumanos en los años de entreguerras
    Maria Ullivarri (ISES/CONICET)
  3. Artífices baianos em um momento de crise e o mutualismo em debate (1852)
    Maria das Graças de Andrade Leal (Professora do Departamento de História, Uneb, BA)
  4. Ofícios navais: trabalho e proteção social na formação do mutualismo no Rio de Janeiro
    David P. Lacerda (Doutorando em História, Unicamp)
  5. José Ingenieros e os socialistas brasileiros na virada do século XIX
    Claudio H. M. Batalha (Professor do Departamento de História, Unicamp)
Comentador: Claudia Viscardi (UFJF)

22. Olhares especializados sobre o mundo do trabalho – Perspectivas Latino-Americanas - (Sala 201)

[ Resumo]
  1. As Leis do Infortúnio de 1934 e 1944
    Evangelia Aravanis (Professora do Departamento de História da ULBRA-RS)
  2. A saúde dos trabalhadores na perspectiva dos médicos colombianos, 1892-1954
    Oscar Gallo Vélez (Doutorando em História, UFSC)
  3. La salud de los trabajadores entre medicina, asistencia y charlatanismo, Colombia, 1875-1930
    Jorge Márquez Valderrama (Professor Universidad Nacional de Colombia, sede Medellín)
  4. Del capital humano a la renta del trabajo: los funcionarios laborales y la industrialización en Argentina, 1930-1945
    Hernán González Bollo (CONICET, IEHS,Tandil, Argentina)
  5. “Recuperando corpos para o capital: o Centro de Reabilitação Profissional de João Pessoa e a ditadura militar brasileira”
    Ana Beatriz Ribeiro Barros Silva (Doutoranda em História, Universidade Federal de Pernambuco)
Comentador – Marcos Cueto (Fiocruz)

23. Movimentos grevistas, organização sindical e democracia - (Sala 102)

[ Resumo]
  1. Criciúma, setembro de 1979 - Uma cidade sacudida pelos trabalhadores: As greves operárias em setembro de 1979
    Antonio Luiz Miranda (Doutorando em História, UFSC)
  2. Piquetes na mobilização coletiva dos metalúrgicos do ABC paulista (1980)
    Francisco Barbosa de Macedo (Doutorando em História, USP)
  3. Greve como “caso de polícia”: a repressão policial na greve geral por um gabinete nacionalista em julho de 1962
    Demian Bezerra de Melo (Doutorando em História, UFF)
  4. Rupturas e alianças com o “império dos pelegos”: Goulart e as eleições da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Indústria
    Felipe Loureiro (Professor de Economia, Faculdade Cásper Libero, SP)
Comentador: Alexandre Fortes (UFRRJ)

24. Fontes para a história do trabalho - (Sala 302)

[ Resumo]
  1. (In)visibilidades fotográficas do mundo do trabalho: representações visuais e lacunas do visível nas imagens da Revista do Globo
    Cláudio de Sá Machado Jr. (Pós-doutourando, UFPel, RS)
  2. A dinâmica da expansão urbana em Belo Horizonte e o mundo do trabalho através dos processos trabalhistas (1940 a 1970)
    Marcelo Magalhães Godoy (Professor do Departamento de Ciências Econômicas da UFMG) Eduardo M Campos (UFMG)
  3. Pelas ruas da cidade
    Valéria Marques Lobo (Professora do Departamento de História da UFJF)
  4. Imprensa de fábrica e cultura operária em Blumenau, Santa Catarina (1963-1968)
    Cristina Ferreira (Doutoranda em História, Unicamp)
  5. Imprensa operária em Maceió (1898-1920)
    Osvaldo Batista Acioly Maciel (Professor do Departamento de História, UFAL)
Comentador: Henrique Espada (UFSC)

25. No domínio da lei? A importância de instituições públicas para a montagem de estratégias de lutas entre os trabalhadores - (Sala 303)

[ Resumo]
  1. O Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região e seus magistrados durante a ditadura civil-militar
    Claudiane Torres (Doutoranda em História, CPDOC/FGV)
  2. A lei definindo uma nova categoria trabalhista: os artistas como trabalhadores (1928-1943)
    Flavia Ribeiro Veras (Mestranda em História, UFRRJ)
  3. A atuação de Leonel Brizola na primeira legislatura (1947-1951)
    Vinicius Fernandes (Mestrando em História, UFRRJ)
  4. Radicalismo, reformismos ou resistências: os grupos dos Onze em Santa Catarina
    Diego Pacheco (Mestrando em História, UFSC)
  5. Meritocracia e aperfeiçoamento na administração pública no Estado Novo: a elite técnica daspiana e o DASP (1938-1945)
    Fernanda Lima Rabelo (Doutoranda em História, UFRJ)
Comentador: Murilo Leal (Unifesp)



16h – 18h Sessões Coordenadas

26. Os sindicatos na América Latina e suas relações internacionais: alianças, negociações e conflitos - Auditório (térreo)

[ Resumo]
  1. Alianzas y encuentros internacionales: Sindicalismo, internacionalismo e intervencionismo durante la Guerra Fría en Chile.
    Angela Vergara (Professora do Departamento de História da State University of Califórnia, Los Angeles, Estados Unidos)
  2. “Disseram que eu voltei americanizado”: dirigentes sindicais brasileiros nos Estados Unidos
    Larissa Rosa Corrêa (Doutoranda em História, Unicamp)
  3. Entre o nacional e o internacional: metalúrgicos brasileiros rumo à construção de uma agenda sindical mundializada
    Kimi Tomizaki (Professora da Faculdade de Educação, USP)
  4. Bread and Butter for Latin American Workers: Creating AIFLD
    Robert Waters (Professor da Ohio Northern University, Estados Unidos)
  5. La Confederación General de Gremios Marítimos y Afines y sus perspectivas sindicales en el plano internacional (1948 - 1950).
    Gustavo Nicolás Contreras (Professor da Universidad Nacional de Mar Del Plata, Argentina)
Comentador: Leon Fink (University of Illinois at Chicago)

27. Terra, Trabalho, luta e memória - (Sala 201)

[ Resumo]
  1. O ataque às estações: um episódio do Contestado através da narrativa de Robert Helling.
    Márcia Janete Espig (Professora do Departamento de História, UFPel)
  2. "Em prol das vítimas": legislação, profissionalismo militar e reivindicação familiar durante a Guerra do Contestado.
    Rogério Rosa Rodrigues (Professor do Departamento de História, UDESC)
  3. A ocupação das terras do planalto em Santa Catarina antes da Guerra do Contestado.
    Paulo Pinheiro Machado (Professor do Departamento de História, UFSC)
  4. Trajetórias individuais e (no) projeto coletivo: A construção do MST no Ceará (1989-1997)
    Rose Elke Debiazi (Doutoranda em História, UFPR)
  5. Terra e Trabalho: Reforma Agrária e os Mundos do Trabalho no Estado de São Paulo
    Clifford Andrew Welch (Professor do Departamento de História, Unifesp)
Comentador: Leonilde Medeiros (CPDA/UFRRJ)

28. Trabalho, gênero e relações raciais na literatura e no pensamento social - (Sala 102)

[ Resumo]
  1. Orgulhosas por trabalhar: o trabalho feminino como forma de prescrição social no Jornal das Famílias
    Daniela Magalhães da Silveira (Professora do Instituto de História da UFU)
  2. Trabalhadores e relações raciais na historiografia e nas ciências sociais brasileiras dos anos 30 e 40
    Sarah Calvi Amaral Silva (Doutoranda em História, UFRGS)
  3. Quando a taça de gratidão transborda: da dependência ao trabalho feminino na literatura de Machado de Assis
    Daniele Maria Megid (Doutoranda em História, Unicamp)
  4. “Nascem as rosas entre os espinhos”: a participação feminina no movimento operário no Brasil e na Argentina
    Raquel Paz dos Santos (Doutora em História, UFF)
Comentador: Cristiana Schettini (UNSAM)

29. Memória do trabalho e do Trabalhador Técnico da Saúde - (Sala 302)

[ Resumo]
  1. Trabalhador sanitário: práticas, saberes e formação de identidade (1940-60)
    José Roberto Franco Reis (Professor-pesquisador da EPSJV-FIOCRUZ)
  2. "Cada um no seu lugar" : o trabalhador da saúde das décadas de 40 e 50 do século XX
    Muza Clara Chaves Velasques (Professora-pesquisadora da EPSJV-FIOCRUZ)
  3. A construção do trabalhador técnico da saúde nas primeiras décadas do século XX: A Experiência da Fiocruz.
    Renata Reis Batistella (Professora-pesquisadora da EPSJV-FIOCRUZ)
  4. Trabalhadores Técnicos em Saúde no Brasil: o trabalho e o trabalhador técnico em hemoterapia nas últimas décadas do século XX
    Daiana Crús Chagas (Pesquisadora da EPSJV-FIOCRUZ)
Comentador: Luís Antonio Teixeira (Fiocruz)

30. Categorias profissionais e relações de trabalho entre o local e o global - (Sala 303)

[ Resumo]
  1. Ferrovia e trabalho: as relações de trabalho e o lazer dos ferroviários da Central do Piauí, 1960 a 1980
    Lêda Rodrigues Vieira (Professora do Departamento de História da UESPI)
  2. Entre a experiência operária e o discurso midiático: um estudo sobre o trabalho em frigoríficos de aves do oeste do Paraná, Brasil.
    Aparecida Darc de Souza (Professora do curso de História, Unioeste, Paraná)
  3. Trabalhadores e relações de trabalho em frigoríficos no Brasil e nos Estados Unidos
    Antônio Bosi (Professor do curso de História, Unioeste, Paraná)
  4. Faces da honra: um estudo etnográfico entre operários das minas de carvão no Brasil e na França
    Marta Cioccari (Docente-pesquisadora Prodoc-CAPES, Museu Nacional, RJ)
  5. Francisco de Paula Brito, patrão e arrematante
    Rodrigo Camargo de Godói (Doutorando em História, Unicamp)
Comentador: Andrea Casa Nova (UFRJ)

30 de novembro de 2012
09h - 12h Mesa Redonda 3: Repensando o “trabalho” e os/as “trabalhadores/as” na história social - Auditório (térreo)
  • Coordenação: Claudio Batalha (Unicamp)
  • Marcel van der Linden (International Institute of Social History)
  • Sidney Chalhoub (Unicamp)
  • Rana Behal (Universty of Dehli)
  • Peter Alexander (University of Johannesburg)


13h30 – 15h30 Sessões Coordenadas:

31. Petroleiros e operários navais: estudos em história global do trabalho - Auditório (térreo)

[ Resumo]
  1. Podemos fazer a história do capitalismo a partir de uma história global do trabalho? O caso dos operário navais (1950-2010)
    Raquel Varela (Pesquisadora da Universidade Nova de Lisboa e do International Institute for Social History, Holanda)
  2. Disciplinamiento industrial, represión y conflictividad obrera en una empresa estatal. Astillero Río Santiago (1973-1976)
    Paula Eva Ivonne Barragán Sáez (Doutoranda em História, Universidad de Buenos Aires)
  3. Em nome da nação... e dos trabalhadores: a construção da identidade sindical dos petroleiros (Bahia, 1959- 1985)
    Alex de Souza Ivo (Doutorando em História, UFBA)
  4. The Making of Abadan Oil Refinary
    Touraj Atabaki (Diretor do Departamento de Oriente Médio e Ásia Central do Instituto Internacional de História Social, Amsterdam, Holanda)
Comentador: John French (Duke University)

32. E. P. Thompson: razão, democracia e agir humano - (Sala 201)

[ Resumo]
  1. Lei, justiça e direito na obra de E. P. Thompson
    Adriano Luiz Duarte (Professor do departamento de História, UFSC)
  2. A idéia de exterminismo em E. P. Thompson: realismo e contradição
    Ricardo Gaspar Müller (Professor do Departamento de Sociologia e Ciência Política, UFSC).
  3. O legado de Thompson ao estudo das multidões e dos protestos populares
    Sidnei José Munhoz (Professor do Departamento de História, UEM)
  4. Mary Wollstonecraft e Edward P. Thompson: uma questão de gênero
    Ivania Pocinho Motta (Doutoranda em História,USP)
  5. Cultura autonomista e desregulação no Brasil: o que o diálogo entre Thompson e a sociologia permite perceber?
    Gustavo Neves Bezerra (Professor do Departamento de Ciências Sociais, UFF, Polo Universitário de Volta Redonda)
Comentador: Marcelo Badaró Mattos (UFF)

33. Legislação, direitos e Justiça do Trabalho - (Sala 102)

[ Resumo]
  1. Modernização, Justiça e Trabalho.
    Alessandra Belo Assis Silva (Mestranda em História, UFJF)
  2. Trabalho, Arquivos Judiciais e Histórias nas Juntas de Conciliação e Julgamento da Zona da Mata de Pernambuco (1979 – 1981).
    Cristhiane Laysa Andrade Teixeira (Mestranda em História, UFPe)
  3. O trabalhador do rádio na Justiça do Trabalho. Esperança e cultura, na década de 1940.
    Mário Cléber Martins Lanna Júnior (Professor do Departamento de História da PUC-MG)
  4. O poder de comando em disputa
    Vinícius de Rezende (Professor da Escola DIEESE de Ciências do Trabalho)
  5. O procurador-geral da Justiça do Paraná, Brasil Pinheiro Machado, e os sertões paranaenses, 1937-1945.
    Tatiana Dantas Marchette (Doutorando em História, UFPR)
Comentador: Benito Schmidt (UFRGS)

34. Escravo e livre; rural e urbano; local e global: a classe trabalhadora e suas redes para além das fronteiras historiográficas - (Sala 302)

[ Resumo]
  1. Entre a escravidão e a liberdade: os criados domésticos e o mundo do trabalho na cidade do Rio de Janeiro no final do século XIX
    Flavia Fernandes de Souza (Mestre em História, UERJ)
  2. O empresário, o operário e a “Grande Família” fabril
    Juçara da Silva Barbosa de Mello (Doutoranda em História, PUC-Rio)
  3. O bairro operário e suas redes: trabalhadores, política e (re) formação de classe em uma comunidade operária fluminense
    Luciana Pucu Wollmann do Amaral (Doutoranda em História, CPDOC/FGV)
  4. Enfrentando outro "Muro de Berlim historiográfico": conexões entre o rural e o urbano no Mundo do Trabalho
    Felipe Augusto dos Santos Ribeiro (Doutorando em História, CPDOC/FGV)
  5. Entre a escravidão e a liberdade: forjando autonomias. Minas do ferro, século XIX.
    Maura Silveira Gonçalves de Britto (Mestre em História, UFOP, MG)
Comentador: Antonio Luigi Negro (UFBA)

35. Memória e arquivos de trabalhadores – o papel das associações livres e dos sindicatos - (Sala 303)

[ Resumo]
  1. Memória e história: comunicação e documentação no processo do registro da luta – a experiência do CPV – Centro de Documentação e Pesquisa Vergueiro
    Aldo Escobar (Jornalista)
  2. Projeto Memória da Oposição Sindical Metalúrgica de São Paulo - Protagonistas na história e memória dos trabalhadores
    Sebastião Lopes Neto (Diretor do IIEP, SP)
  3. Sindicato dos Trabalhadores na Indústria do Cimento Cal e Gesso de São Paulo - “Sindicato dos Queixadas”
    Salvador Pires (Presidente da FNT entre 1975-1981)
  4. Centro de Documentação e Memória? Para que serve isso? A experiência do Sindicato dos Químicos e Plásticos de São Paulo
    Iraní Dias de Menezes (Historiadora e Documentalista do Centro de Documentação e Memória do Sindicato dos Químicos de São Paulo)
Comentador: Ricardo Pimenta (IUPERJ/UCAM; PPGHS/USS)



16h – 19h Mesa Redonda 4: Go Global? Práticas de história do trabalho transnacional - Auditório (térreo)
  • Coordenação: Michael Hall (Unicamp)
  • John French (Duke University)
  • Andreas Eckert (Re:work e Humbolt University)
  • Maria Helena P. T. Machado (USP)
  • Leon Fink (University of Illinois at Chicago)
Email para contato: mundosdotrabalho.cpdoc@fgv.br

NOSSAS REDES  
Instagram Twitter Facebook Youtube Flickr Moodle        

 

 

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2017. Todos os direitos reservados • Usando: Drupal! • Use versões recentes do IE, Firefox, Chrome, Opera
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede