A- A+

Memória do Cinema Documentário Brasileiro: histórias de vida

<<   HELENA SOLBERG
Helena Solberg

Helena Solberg nasceu em São Paulo na década de 1940 e se mudou para o Rio de Janeiro ainda criança. Filha de pai norueguês e mãe brasileira, Helena entrou para o curso de Línguas Neolatinas na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) em 1958. Na faculdade, iniciou o contato com o Cinema Novo através da amizade com Cacá Diegues, Arnaldo Jabor, Nelson Pompéia, Celso Guimarães, entre outros. Trabalhou como repórter no jornal Metropolitano, patrocinado pela União Nacional dos Estudantes (UNE) e estreou a carreira de cineasta em 1966 com o curta-metragem documental A entrevista. Na década de 70 passou a residir nos Estados Unidos onde viveu por cerca de 32 anos, realizando 11 documentários para emissoras de televisão como o Public Broadcasting Service (PBS) e Corporation for Public Broadcasting (CPB). Em 1983 recebe o prêmio National Emmy Award com o filme From the ashes... Nicarágua Today (Das Cinzas… Nicarágua Hoje) , documentário onde, através dos olhos de uma família camponesa, Helena investiga a transição política na Nicarágua no início da década de 1980. Em 1995 dirige o documentário Carmen Miranda, Bananas is my business, sobre a vida e trajetória da cantora e atriz, premiado em 8 festivais internacionais e exibido em mais de 30. Em 2005 lançou seu primeiro longa-metragem de ficção: Vida de Menina, uma adaptação do livro “O Diário de Helena Morley”, recebendo 6 Kikitos no Festival de Gramado e o prêmio de Melhor Filme – Júri Popular, no Festival do Rio. Em 2009, recebeu o prêmio de Melhor Direção no Festival Internacional do Rio pelo documentário Palavra (En)cantada. Helena é casada com o produtor e diretor norte-americano David Meyer, com quem divide a titularidade da produtora Radiante Filmes.

 

 

© Todos os direitos reservados à FGV.

Topo da Página SUMÁRIO - ENTREVISTA 01.04.2015

  SumarioHelenaSolberg1.pdf

Clique para assistir
1º Bloco
Origens e Infância; a infância no Leme e a influência do mar; a mudança para a Gávea; os anos de escolaridade em colégios exclusivo à meninas e a influência religiosa das freiras; o despertar político; a decisão por uma graduação e os contatos que viriam a ser a entrada para o Cinema Novo.
 
Clique para assistir
2º Bloco
O primeira filme: ¨A Entrevista¨: a sua participação no jornal ¨Metropolitano¨ e o contato com novas formas de expressão; o primeiro filme; a questão da mulher na tradição da sociedade burguesa em ¨A Entrevista¨; o desfecho político no período pré-Golpe Militar; o trânsito entre os EUA, Rio de Janeiro e São Paulo.
 
Clique para assistir
3º Bloco
O Cinema Novo: o filme-poema ¨Meio-dia¨; as parcerias com Joaquim Pedro e Rogério Sganzela; a necessidade de expressão e a sua falta de identificação, como mulher, na primeira fase do Cinema Novo; a questão do machismo; a sua participação no movimento.
 
Clique para assistir
4º Bloco
Mudança para os Estados Unidos: o primeiro emprego pago; a festa na casa da Heloísa Buarque de Hollanda; as referências para o Cinema Novo nos filmes do exterior; a mudança para Washington; o envolvimento com o feminismo; fundação do ¨Women’s Project¨ e o lançamento do ¨The Emerging Women¨; o contexto da Guerra do Vietnã e as manifestações de rua; a filmagem durante o May Day e a retenção em massa.
 
Clique para assistir
5º Bloco
Aprofundamento na questão da Mulher: a divulgação do ¨The Emerging Women¨ no Brasil; a criação e a infância da mãe; o encontro e a relação da mãe com o pai; a personalidade do pai e o reflexo dele na família e na sua criação; o olhar para as mulheres latinas; a pesquisa e filmagem com as mulheres mineiras e camponesas da América do Sul; a impossibilidade de filmar no Brasil.
 
Clique para assistir
6º Bloco
O cinema em Washington: os contatos em Washington durante os projetos de filmagem sobre a questão da mulher; o contato com os filmes brasileiros e as amizades remanescentes no Brasil; a montagem do ¨Simplesmente Jane¨; a inclinação para a ficção; o plano do Albert Maysles para um filme na Bolívia; os contatos cinematográficos em Washington; o curso no ¨Actors Studio¨ e o aprendizado da relação com o ator.
 
Clique para assistir
7º Bloco
Questões Políticas: o filme sobre a questão da Nicarágua e a acusação ideológica do secretário William Bennet; o recebimento do Emmy Awards National; o acolhimento de um perseguido político em São Paulo durante a Ditadura Militar; o reencontro anos depois.
 
Clique para assistir
8º Bloco
América Latina e Estados Unidos: a abordagem da América Latina vista dos Estados Unidos – presente em ¨Carmem¨; o terrorismo - a idéia de um debate entre dois protagonistas de seqüestro à diplomatas americanos na América Latina.
 
Clique para assistir
9º Bloco
Séries de Documentários: ¨Made in Brazil¨: a relação social entre mulheres e homens - o caso da Santa Cruz Capibaribe; ¨Forbbiden Land¨ e a questão religiosa; ¨Home of the Brave¨ e a questão indígena; a permanência no Brasil após décadas nos Estados Unidos; o Cinema Novo e a questão de olhar para si mesmo.
 
 
Topo da Página SUMÁRIO - ENTREVISTA 28.04.2015

  SumarioHelenaSolberg2.pdf

Clique para assistir
1º Bloco
O filme ¨Bananas Is My Business¨; a influência do marido na temática do filme; o preconceito à Carmen Miranda; os interesses para se construir o filme; a personagem e vida de Carmen Miranda.
 
Clique para assistir
2º Bloco
A pesquisa de imagens; a finalização do filme de Carmen Miranda; as dificuldades financeiras; a popularidade de Carmen Miranda; os diferentes tipos de pessoas com matérias a respeito de Carmen Miranda; o formato do filme; os prêmios para o filme.
 
Clique para assistir
3º Bloco
As produções recentes; o produzir nos anos 2000; as outras produções depois de ¨Bananas Is My Business¨; a interação com as questões raciais; as fortes impressões com ¨Vida de Menina¨; a mudança para a ficção; a experiência com Arthur Penn nos Estados Unidos.
 
Clique para assistir
4º Bloco
Cinema e Música; a produção do curta-metragem ¨Meio-Dia¨; a autocensura ao não exibir o filme; a recente exibição; o filme ¨Palavra (En)cantada¨; as entrevistas com os grandes artistas da Música Popular Brasileira; a importância da pesquisa; o filme ¨A Alma da Gente¨; a produção em duas etapas com espaço de 10 anos; o retorno às figuras femininas; a temática do aborto; a Radiante Filmes.
 

 

Topo da Página TRANSCRIÇÃO NA ÍNTEGRA

TranscricaoHelenaSolberg1.pdf

TranscricaoHelenaSolberg2.pdf

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2017. Todos os direitos reservados • Usando: Drupal! • Use versões recentes do IE, Firefox, Chrome, Opera
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Acompanhe na rede