CPDOC   |   FGV

POLÍTICA DE EXTENSÃO DA ESCOLA DE CIÊNCIAS SOCIAIS

O CPDOC/ Escola de Ciências Sociais estimula a prática da extensão, entendendo-a como uma forma de articular a produção de conhecimento à vida pública, contribuindo para a ampliação da democracia e o fortalecimento da cidadania. Além disso, consideramos que a extensão é fundamental para a própria formação acadêmica e profissional dos alunos de Ciências Sociais e História.

O CPDOC tem uma longa tradição de produção de bens públicos para a sociedade brasileira, mesmo antes de abrir seus cursos de graduação e pós-graduação. Ressalte-se o papel cumprido pelo Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro (DHBB), que hoje está disponível em versão digital e se consolidou como fonte de referência obrigatória para jornalistas, estudantes e o público em geral. Também podemos citar a própria manutenção do acervo do CPDOC, que conta hoje com mais de 200 arquivos privados e mais de 7000 horas de gravação de História Oral. Esse acervo se consolidou como um dos principais mecanismos de interlocução entre o CPDOC e a sociedade brasileira, disseminando o conhecimento produzido na instituição para um amplo público.

O PDI da Escola prevê que as atividades de extensão sejam integradas à formação acadêmica, aproveitando-se do potencial público do CPDOC como instituição. Nos últimos anos, os Laboratórios de Pesquisa vêm se consolidando como mecanismos de integração entre a produção acadêmica e o espaço público, com a apresentação de seminários, realização de debates, organização de cineclubes e outras atividades extramuros.

No intuito de reforçar essa dimensão, a Escola prevê algumas atividades integradas mais específicas e institucionalizadas, a serem coordenadas por professores do corpo docente. A metodologia e o planejamento serão discutidos pelos professores em conjunto com a coordenação de ensino de graduação, e os alunos poderão contar horas de atividade complementar caso desejem. O Manual de Atividades Complementares (também disponível neste site) disponibiliza essas informações, e o Colegiado de curso será o espaço no qual o corpo docente avaliará os projetos. Os professores responsáveis devem supervisionar a participação dos alunos de forma a garantir que as atividades desempenhadas realmente articulem as habilidades e as competências adquiridas ao longo do curso aos projetos específicos.

Neste espaço do site, serão publicados os projetos específicos, bem como alguns relatórios avaliativos das atividades, como forma de disponibilizar a informação e o conhecimento para a comunidade acadêmica e para todos os interessados.

 

Projeto de Extensão "CASA FLUMINENSE"


O objetivo deste projeto de extensão é integrar os alunos da Escola de Ciências Sociais/ CPDOC às atividades da "Casa Fluminense"(http://www.casafluminense.org.br), associação civil criada em fevereiro de 2013 com o objetivo de agregar moradores, movimentos sociais e intelectuais do Rio de Janeiro para pensar os problemas da cidade e da região metropolitana durante e além do ciclo de megaeventos que se aproxima.

Baixe aqui o documento sobre o projeto.


OFICINA USOS DE FONTES HISTÓRICAS EM SALA DE AULA

Nos dias 28/10, 30/10 e 01/11, a Escola de Ciências Sociais/CPDOC realizou a Oficina ‘Uso de fontes históricas em sala de aula’, coordenada por Martina Spohr e Daniele Amado. A oficina foi uma atividade de extensão que envolveu professores da rede pública e privada, além dos alunos de História da disciplina ‘Oficina de Material Didático’.

Veja o relatório dessa atividade.

  Twitter Facebook Youtube Flickr Eclass      Mais   

Com o semestre dedicado ao Cinema de Mulheres, serão exibidos 3 curtas dirigidos e idealizados por mulheres, que tratam em perspectivas diversas, diferentes formas de violência contra a mulher. São eles: "Quem Matou Eloá?", "Autopsia" e "O mais barulhento silêncio". Após a sessão, debate com a diretora Marcela Moreno. Dia 26 de abril, às 18:00h, auditório 1014. Entrada franca.

A cineasta debate com os alunos da FGV sobre seus filmes de longa-metragem, que incluem Narradores de Javé (2003), O sol do meio-dia (2009) e Era o hotel Cambridge (2016), entre outros.

Apresentação trata da produção de narrativas sobre os jogos olímpicos na imprensa carioca entre as décadas de 1890 a 1930, tendo como objetivo discutir o processo de constituição de um campo olímpico no Rio de Janeiro. Serão apresentados como fontes documentais os textos jornalísticos de periódicos cariocas, selecionados a partir de sua relevância e o destaque dado aos jogos olímpicos. Para entender a chegada e a disseminação do movimento olímpico no Brasil, acompanham-se os argumentos da imprensa para estimular o envolvimento do Brasil com o circuito olímpico internacional, que giravam em torno de três pontos básicos: modernidade, civilização e raça.

Um encontro voltado para estudantes de graduação e pós-graduação, professores/as da Educação Básica e de Ensino Superior e demais pesquisadores/as. Acontece entre os dias 15 e 18 de maio de 2018, nas dependências da FGV. Confira a programação. Inscrições abertas

Conversa com o pesquisador de história da arte Evandro Nicolau. Educador do MAC-USP desde 2004, tem mestrado e doutorado em Estética e História da Arte na Universidade de São Paulo. No encontro, o professor fará uma introdução à arte contemporânea no Brasil, com ênfase nas relações entre desenho, fotografia, linguagem e urbanismo.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2017. Todos os direitos reservados • Usando: Drupal! • Use versões recentes do IE, Firefox, Chrome, Opera
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede

randomness