A- A+

Guerra do Contestado - 100 anos (1912/16 - 2012)

PARA SABER MAIS: BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
  • ABREU, Alzira Alves de. et al (coords.). Dicionário Histórico - Biográfico Brasileiro – pós 30. Rio de Janeiro: CPDOC, 2010. Disponível em: http://www.cpdoc.fgv.br

  • AGOSTINHO, Pedro. “Império e cavalaria na Guerra do Contestado”. Ilha Revista de Antropologia, Florianópolis, v.4, n.2, 2010.

  • ALBUQUERQUE, Mário Marcondes de. Contestado: distorções e controvérsias. Instituto Histórico, Geográfico e Etnográfico Paraense, 1987.

  • AMADOR, Milton Cléber Pereira. “Guerra do Contestado: marca o fim e o início de modelos de desenvolvimento na região Oeste catarinense”. Cadernos do Ceom, n.31, 2010.

  • AQUINO JÚNIOR, José. “Região do Contestado (PR-SC): território e poder, marcas do passado ao presente”. Geoingá, v.1, n.1, 2009.

  • ATULZER, Frei Aurélio. A guerra dos fanáticos (1912-1916): a contribuição dos franciscanos. Editora Vozes, 1982.

  • AURAS, Marli. Guerra do Contestado: a organização da irmandade cabocla. Florianópolis: Editora da UFSC, 1995.

  • BERNARDET, Jean Claude. Guerra camponesa no contestado. São Paulo: Global Editora, 1979.

  • BERND, Zilá. Messianismo dos pobres: duas interpretações literárias da guerra do Contestado. Millénarismes et messianismes dans le monde ibérique et latino-américain. Colóquio internacional, Montpellier,16 a 18 de dezembro de 1999.

  • BUSATO, Gualdino. Contestado: da questão de limites à guerra santa. São Cristóvão do Sul (SC): Gaboardi, 2001.

  • CABRAL, Osvaldo Rodrigues. História de Santa Catarina. 2.ed. São Paulo: Editora Laudes, 1970.

  • _____________. João Maria: interpretação da campanha do Contestado. São Paulo: Editora Nacional, 1960.

  • CALAZA, Cláudio Passos. Aviação no Contestado: investigação e análise de um emprego militar inédito. Dissertação (Mestrado em Ciências Aeroespaciais) – Programa de Pós-Graduação UNIFA, Universidade da Força Aérea, Rio de Janeiro, 2007.

  • CARVALHO, Tarcisio Motta de. Coerção e Consenso na Primeira República: a Guerra do Contestado (1912-1916). Tese de doutorado, UFF, Niterói, 2009.

  • CASAROTTO, Abele Marcos. O Contestado e os estilhaços da bala: literatura, história e cinema. (Dissertação de Mestrado) – Programa de Pós-graduação em Literatura da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

  • CASTRO, Celso. Os militares e a República: um estudo sobre cultura e ação política. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1995.

  • _____________. A invenção do Exército brasileiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2002.

  • _____________; IZECKSOHN, Vitor; KRAAY, Hendrick. Nova História Militar do Brasil. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2004.

  • CAVALCANTI, Walter Tenório. Guerra do Contestado: verdade histórica. Florianópolis: Editora da UFSC, 1995.

  • DERENGOSKI, Paulo Ramos. Guerra no Contestado. Florianópolis: Insular, 2000.

  • EHLKE, Cyro. A conquista do planalto catarinense. Rio de Janeiro: Editora Laudes/Udesc, 1973.

  • ESPIG, Márcia Janete. Personagens do Contestado: Os turmeiros da Estrada de ferro São Paulo – Rio Grande (1908-1915). Pelotas: Editora e gráfica Universitária, UFPEL, 2011.

  • _____________, Machado, Paulo Pinheiro (org.). A guerra santa revisitada: novos estudos sobre o movimento do Contestado. Florianópolis: Editora da UFSC, 2008.

  • FACHEL, José Fraga. Monge João Maria: recusa dos excluídos. Porto Alegre/Florianópolis: Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Editora da Universidade Federal de Santa Catarina, 1995.

  • FACÓ, Rui. Cangaceiros e fanáticos: gênese e lutas. 5. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

  • FELDHAUS, Fabiano. “O espaço de representação no Contestado”. Revista Geografar, v.2, n.1, 2007.

  • FELIPPE, Euclides José. O último jagunço: folclore na história da Guerra do Contestado. Curitibanos: Editora UnC, 1995.

  • FORTES, Telmo. Glória até o fim: espionagem militar na guerra do Contestado. Florianópolis: Editora Insular, 1998.

  • FRAGA, Nilson César. “Contestado: a grande guerra civil brasileira”. In: SCORTEGAGNA, A. REZENDE, C. J. TRICHES, R. I. Paraná, espaço e memória: diversos olhares histórico-geográficos. Curitiba: Editora Bagozzi, 2005.

  • GALLO, Icda. “O Contestado e o seu lugar no tempo”. Tempo, 2001. Rio de Janeiro, n. 11, p. 143-155.

  • GALLO, Ivone Cecília D’Avila. O Contestado: o sonho do milênio igualitário. Campinas: Centro de Memória Unicamp, 1999.

  • GOES, Cesar Hamilton Brito. Nos caminhos do Santo Monge: religião, sociabilidade e lutas sociais no sul do Brasil. Tese de doutorado, URGS, Porto Alegre, 2007.

  • GOMES, Angela; PANDOLFI, Dulce; ALBERTI, Verena. A República no Brasil. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/CPDOC-FGV/FAPERJ, 2002.

  • KARSBURG, Alexandre Oliveira de. O eremita do Novo Mundo: a trajetória de um peregrino italiano. Tese de doutorado, UFRJ, Rio de Janeiro, 2012.

  • LAZARIN, Katiuscia Maria. “Lendo o Contestado: discurso e construção de sujeitos na bibliografia sobre a Guerra do Contestado (1915-1960)”. Esboços, v.11, n.12, 2004. Disponível em: http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/esbocos/article/view/445

  • ______________. Fanáticos, rebeldes e caboclos: discursos e invenções sobre diferentes sujeitos. Tese de Doutorado. Programa de Pós Graduação em História, Universidade Federal de Santa Catarina, 2005.

  • LINO, Jailsson. Sangue e Ruínas no Sul do Brasil: Arqueologia da Guerra do Contestado (1912-1916). Tese de Doutorado, UTAD, Portugal, 2012.

  • LOVE, Joseph. O Rio Grande do Sul como fator de instabilidade na República Velha. In: FAUSTO, Boris (Org.). História geral da civilização brasileira. 2. ed. t. 3, v. 2, São Paulo: Difel, 1977. cap. 2, p. 99-122.

  • MACHADO, Paulo Pinheiro. Centenário do movimento do Contestado: momento para balanço e reflexão. Revista história Catarina, v. 42, p. 44-50, 2012.

  • ______________.“Guerra, cerco, fome e epidemias: memórias e experiências dos sertanejos do Contestado”. Topoi, v.12, n.22, 2011, p. 178-186. Disponível em: http://www.revistatopoi.org/numero_atual/topoi22/topoi%2022%20-%20artigo%2010.pdf

  • ______________. Lideranças do Contestado. Campinas: Editora da UNICAMP, 2004.

  • ______________. Um estudo sobre as origens sociais e a formação politica das lideranças sertanejas do Contestado, 1912-1916. Tese de doutorado, UNICAMP, Campinas, 2001.

  • MARCELLINO, Walmor. A guerra camponesa do Contestado. Curitiba: Editora Quem de Direito, 2005.

  • MARTINS, Pedro; BERNARDO, Valeska. "A um passo do paraíso: impasses na consolidação do Projeto Comunidade Cafuza". In: Palmares em Revista, nº 1. Brasília: Fundação Cultural Palmares, 1996.

  • MELLO, Marco Antônio da Silva. “Monarquia contra República: a ideologia da terra eo paradigma do milênio da ‘guerra santa’ do Contestado”. Revista Estudos Históricos, v. 2, n.4, 1989.

  • MENEZES, Celso Vianna Bezerra de. “Reconstrução histórica e imaginário da Guerra do Contestado: uma batalha entre acontecimentos e significados”. Revista de Ciências Sociais, v.7, n.1, 2011.

  • _______________. Religiões e práticas religiosas na região do Contestado (SC): os herdeiros de um mundo reencantado. Tese de Doutorado. Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, Universidade de São Paulo, 2009. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8134/tde-08092009-163215/pt-br.php

  • MIRANDA, Alcebíades. Contestado. Curitiba: Editora Lítero-Técnica, 1987.

  • MOCELLIN, Renato. Os guerrilheiros do Contestado. São Paulo: Editora do Brasil, 1989.

  • MONTEIRO, Duglas Teixeira. Os errantes do novo século: um estudo sobre o surto milenarista do Contestado. São Paulo: Duas Cidades, 1974.

  • MOURA, Aureliano Pinto de. Contestado: a Guerra Cabocla. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército Editora, 2003.

  • NASCIMENTO, Noel. Casa verde: guerra do Contestado. Curitiba: Beija-Flor, 1981.

  • OLIVEIRA, Beneval de. Planaltos de frio e lama: os fanáticos do Contestado - o meio, o homem, a guerra. Florianópolis: Fundação Catarinense de Cultura, 1985.

  • OLIVEIRA, Fernando Osvaldo de. O jagunço: um episódio da guerra do contestado. Florianópolis: Editora Santa Catarina, 1983.

  • OLIVEIRA, Susan Aparecida de. Guerra do Contestado: mímesis e políticas da memória. Tese de doutorado. Programa de Pós-graduação em Literatura. Universidade Federal de Santa Catarina, 2006.

  • PEIXOTO, Demerval. Campanha do Contestado: Episódios e Impressões. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1995.

  • QUEIROZ, Maria Isaura Pereira de. La Guerra Sainte au Brésil: Lê Mouvement messianique du “Contestado”. Tese de doutorado. São Paulo: USP/FFCL, 1957.

  • QUEIROZ, Maurício Vinhas de. Messianismo e Conflito Social. São Paulo: Editora Ática, 1981.

  • RODRIGUES, Rogério Rosa. Veredas de um grande sertão: A guerra do contestado e a modernização do exército brasileiro. Tese de doutorado, IFCS/UFRJ, Rio de Janeiro, 2008.

  • SALOMÃO, Eduardo Rizzatti. “São Sebastião e o milenarismo na Guerra do Contestado (1912-1916)”. Caminhos, v.9, n.1, 2011. Disponível em: http://revistas.ucg.br/index.php/caminhos/article/view/1518

  • _______________. “O Exército Encantado de São Sebastião: as evidências da crença sebastianista na guerra do contestado (1912-1916)”. Revista Eletrônica História em Reflexão, v.3, n.5, 2009. Disponível em: http://www.periodicos.ufgd.edu.br/index.php/historiaemreflexao/article/viewArticle/209

  • SANTOS, Júlio César Ferreira. “As questões de limites interestaduais do Brasil: transição política e instabilidade do território nacional na Primeira república (1889-1930) - O caso do Contestado”. Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales (Universidad de Barcelona), v. 10, n.218 (17), 2006.

  • SANTOS, Maria Cristina Ferreira dos. “A Guerra do Contestado: desfazendo as amarras do esquecimento”. Nau Literária, v.6, n.1., 2010. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/NauLiteraria/article/view/13268

  • SANTOS, Walmor. Contestado: o poder da fé. Rio de Janeiro: Editora Record, 2009.

  • SERPA, Elio. A Guerra do Contestado (1912-1916). Florianópolis: Editora da UFSC, 1999.

  • SOARES, José Octaviano Pinto. Apontamentos para a história do contestado. Porto Alegre: Oficinas Gráficas da Escola de Engenharia de Porto Alegre, 1920.

  • SOUZA, Frederecindo Marés de. Eles não acreditavam na morte: romance dos tempos dos fanáticos do Contestado. Curitiba: Instituto Histórico, Geográfico e Etnográfico Paranaense, 1978.

  • THOMÉ, Nilson. Os iluminados: personagens e manifestações místicas e messiânicas no Contestado. Florianópolis: Editora Insular, 1999.

  • TOMAZI, Gilberto. Protagonismo juvenil: conexões e heranças culturais e religiosas do contestado. Tese de doutorado, PUC/SP, São Paulo, 2011.

  • ______________.“A mensagem de São João Maria e sua Ressignificação na experiência religiosa do Contestado”. Último Andar, n.14, p.109-126. Disponível em: http://www.pucsp.br/ultimoandar/download/artigos_a_mensagem.pdf

  • TONON, Eloy. Os Monges do Contestado: Permanências históricas de longa duração das predições e rituais no imaginário coletivo. Tese de doutorado, UFF, Niterói, 2008.

  • TOKARSKY, Fernando. Dicionário de regionalismos do sertão do Contestado. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 2004.

  • TOTA, Antônio Pedro. Contestado: a guerra do novo mundo. São Paulo: Brasiliense, 1983.

  • VALENTINI, Delmir. Atividades da Brazil Railway Company no Sul do Brasil: a instalação da Lumber e a Guerra na Região do Contestado (1906 - 1916). Tese de doutorado, PUC/RS, Porto Alegre, 2009.

  • ______________. Da cidade santa à corte celeste: memórias de sertanejos e a Guerra do Contestado. Caçador (SC): Universidade do Contestado, 1998.

  • VARGAS NETTO, Sebastião. Mística da resistência: histórias, culturas e imaginários rebeldes nos movimentos sociais latino-americanos. Tese de doutorado, USP, São Paulo, 2007.

  • WEINHARDT, Marilene. Mesmos crimes, outros discursos? Algumas narrativas sobre o Contestado. Curitiba: Editora UFPR, 2000.

  • WELTER, Tania. O Profeta São João Maria continua encantando no meio do povo: Um estudo sobre os discursos contemporâneos a respeito de João Maria em Santa Catarina. Tese de doutorado, UFSC, Florianópolis, 2007.

  Twitter Facebook Youtube Flickr Moodle      Mais   

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2012. Todos os direitos reservados • Usando: Drupal! • MELHOR SE VISUALIZADO EM 1024 X 768 • Use versões recentes do IE, Firefox, Chrome, Opera