A- A+

BRASÍLIA, 50 ANOS

PARA SABER MAIS: FILMOGRAFIA

A listagem dos filmes segue ordem cronológica:

  1. Brasília: Planejamento urbano (1964)
    Documentário de Curta-metragem
    Direção: Fernando Cony Campos

    Sinopse:
    Brasília: Planejamento urbano (1964)Sob a orientação de Lúcio Costa, criador do plano-piloto de Brasília, o filme mostra a planificação da cidade, ligando sua arquitetura à sua topografia e explica as razões que lhe permitem possuir um tráfego normal e contínuo, suprimindo os problemas de circulação de todas as grandes cidades. Inclui também detalhes das construções destinadas ao Governo, às residências e ao comércio. (INC/CESD)
    Produção: Ministério da Educação e Cultura; INCE - Instituto Nacional de Cinema Educativo

     

  2. Brasília: Contradições de uma Cidade Nova (1967)
    Direção: Joaquim Pedro de Andrade
    Roteiro: Joaquim Pedro, Luis Saia e Jean-Claude Bernadet

    Brasília: Contradições de uma Cidade Nova (1967)Sinopse:
    Imagens de Brasília em seu sexto ano e entrevistas com diferentes categorias de habitantes da capital. Uma pergunta estrutura o documentário: uma cidade inteiramente planejada, criada em nome do desenvolvimento nacional e da democratização da sociedade, poderia reproduzir as desigualdades e a opressão existentes em outras regiões do país?

     

  3. Brasília segundo Feldman (1979)
    Direção:Vladimir Carvalho

    Brasília segundo Feldman (1979)Sinopse:
    Documentário de 22 minutos, que trata dos primeiros tempos de Brasília, mais exatamente do último ano, l959, de sua construção. O filme enfoca polêmico acontecimento que foi o massacre de operários num acampamento de obra que funcionava onde hoje é a Vila Planalto, por motivos ainda não esclarecidos e que tem permanecido como uma terrível sombra na história da cidade. (Justamente nesta semana, artistas e intelectuais da cidade recordam o episódio com a implantação de um cruzeiro na praça central da Vila, em memória das vítimas da chacina).

     

  4. Brasília: uma Sinfonia (1986)
    Curta-metragem
    Direção: Regina Martinho da Rocha

    Sinopse:
    Nas comemorações do 25º aniversário de Brasília, a primeira apresentação da Sinfonia de Brasília, composta por Vinícius de Moraes e Tom Jobim em homenagem à cidade. Com imagens e depoimentos sobre a construção da capital.

     

  5. Conterrâneos Velhos de Guerra (1990)Conterrâneos Velhos de Guerra (1990)
    Direção: Vladimir Carvalho

    Sinopse:
    Os primeiros tempos de Brasília, ainda na construção, em 1959. Os canteiros de obras se espalham por toda parte e os trabalhadores, chamados de candangos, afluem de vários pontos do país, especialmente do Nordeste. As péssimas condições de trabalho, provocaram uma chacina que vitimou grande número de operários. A memória deste e de outros episódios chega aos nossos dias pelo testemunho daqueles que viveram a experiência da construção da capital brasileira

     

  6. O Risco: Lucio Costa e a Utopia Moderna (2002)
    Longa-metragem
    Direção: Geraldo Motta Filho

    O Risco: Lucio Costa e a Utopia Moderna (2002)Sinopse:
    Brasília, única cidade do mundo construída a partir de um projeto, é o ponto de partida e fio condutor desta história. Os depoimentos de familiares, de personalidades, com destaque para a interação do urbanista com Oscar Niemeyer e Le Corbusier, traçam o perfil deste homem que foi fundamental no processo de "formação" da arquitetura moderna brasileira.

     

  7. Romance do Vaqueiro Voador (2006)
    Longa-metragem, Direção: Manfredo Caldas

    Romance do Vaqueiro Voador (2006)Sinopse:
    Romance do Vaqueiro Voador" é um documentário poético de longa metragem, idealizado e dirigido pelo documentarista Manfredo Caldas, baseado no poema homônimo de João Bosco Bezerra Bonfim. Trata-se de um documentário poético sobre a recriação do universo mítico do nordestino, ao vivenciar a nova diáspora, no papel de candango, protagonizando o lado trágico da epopéia da construção da nova capital do Brasil.

     

  8. Oscar Niemeyer. A Vida é um Sopro (2007)
    Direção e Roteiro: Fabiano Maciel

    Oscar Niemeyer. A Vida é um Sopro (2007)Sinopse:
    É possível contar a história de um povo através da sua arquitetura? Dizem que o aspecto mais importante da aparência dos edifícios está no que vislumbramos a respeito das sociedades que os construíram. Seguindo este raciocínio, podemos afirmar que a arquitetura de Oscar Niemeyer e outros arquitetos da sua geração é, com certeza, o que de melhor o Brasil produziu. Uma arquitetura com alma própria, inspirada na geografia de nosso país, que acabaria por influenciar arquitetos no mundo inteiro.

  Twitter Facebook Youtube Flickr Eclass      Mais   

   

 

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
RIO: Praia de Botafogo, 190, 14º andar, Rio de Janeiro - RJ - 22250-145 • Tels. (21) 3799.5676
SÃO PAULO: Avenida Paulista, 1471, 1º andar, Bela Vista - São Paulo - 01311-200 • Tel: (11) 3799 -3755
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2017. Todos os direitos reservados • Usando: Drupal! • Use versões recentes do IE, Firefox, Chrome, Opera
Lista de URLs do CPDOC Busca: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/page-sitemap